Joe Rogan
Reprodução/YouTube

Um novo detalhe sobre a polêmica envolvendo Joe Rogan e o Spotify pode explicar a insistência da plataforma em manter o podcast do apresentador no ar.

Novas informações indicam que o Spotify pode ter pago pelo menos US$200 milhões, ou mais de 1 bilhão de reais (!!!), pelos direitos exclusivos de The Joe Rogan Experience, o que significaria o dobro do valor divulgado anteriormente.

Chegamos a comentar em outras matérias que segundo informações públicas, o apresentador do podcast havia recebido cerca de US$100 milhões como pagamento pelo acordo onde ele não publicaria seus episódios em nenhuma plataforma a não ser o Spotify.

Porém, duas pessoas “familiarizadas com os detalhes da transação” afirmaram ao The New York Times (via NME) que o acordo de três anos e meio valia, na verdade, o dobro do valor apontado inicialmente.

O portal ainda aponta que o Spotify já havia investido um valor um pouco menor que US$200 milhões na compra de empresas de conteúdo, sendo elas a rede de podcast Gimlet Media e a marca de mídia digital The Ringer.

Polêmicas do Spotify

A gigante do streaming liderada por Daniel Ek tem sido bastante criticada por manter o podcast de Joe Rogan em sua plataforma.

Como te falamos aqui, o tráfego da página de cancelamento do Spotify teve um aumento de quase 200% depois que Neil Young se afastou do serviço por conta dos posicionamentos do podcaster que vem espalhando desinformações sobre a COVID-19 em seu programa.

Além de Young, outros grandes artistas como Joni Mitchell e India.Arie também removeram suas músicas da plataforma.

O movimento também recebeu o apoio de outros músicos, incluindo os ex-companheiros de banda de Young, David Crosby, Stephen Stills e Graham Nash, que deixaram de lado até mesmo desavenças antigas para isso.

O Spotify chegou a responder os boicotes dos artistas informando que avisos de conteúdo seriam apresentados em todos os podcasts que discutem a COVID-19.

No mesmo dia do comunicado da plataforma, Joe Rogan se mostrou ao menos parcialmente arrependido por seu conteúdo e admitiu que “nem sempre acerta” e prometeu “fazer melhor” nos próximos episódios, como mostramos por  aqui.

LEIA TAMBÉM: Neil Young incentiva funcionários do Spotify a pedirem demissão antes que empresa “coma suas almas”

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar