Neil Young
Foto via Wikimedia Commons

Neil Young segue empenhado em sua luta contra o Spotify.

Em um novo comunicado publicado em seu site oficial, o lendário músico canadense incentiva os funcionários da plataforma a deixarem seus empregos.

Por lá, ele criticou o cofundador e CEO da empresa sueca, Daniel Ek, e disse que ele é o maior problema do app:

Para os trabalhadores do Spotify, digo que Daniel Ek é seu grande problema – não Joe Rogan. Ek puxa as cordas. Saia desse lugar antes que ele coma sua alma. Os únicos objetivos declarados por EK são sobre números – não arte, não criatividade.

A recente declaração de Young chega após ele remover seu catálogo do Spotify no final do último mês por conta dos posicionamentos de Joe Rogan. Segundo o artista, o podcaster vem espalhando desinformações sobre a COVID-19 em seu programa.

Depois da decisão de Neil Young, outros grandes artistas como Joni Mitchell e India.Arie também removeram suas músicas da plataforma.

O movimento também recebeu o apoio de outros músicos, incluindo os ex-companheiros de banda de Young, David Crosby, Stephen Still e Graham Nash, que deixaram de lado até mesmo desavenças antigas para isso.

Neil Young contra o Spotify

Além de falar com os funcionários da empresa liderada por Daniel Ek, o cantor de “Rockin’ in the Free World”, disse aos músicos e criadores de conteúdo:

Você deve ser capaz de encontrar um lugar melhor do que o Spotify para ser o lar de sua arte.

Como aponta a Pitchfork, em outros comunicados, Young continua a sugerir que seus fãs acompanhem seus trabalhos através da Amazon, que já recebeu duras críticas por suas condições de trabalho desumanas.

Apesar de ainda ser uma incógnita saber quantos artistas e produtores de conteúdo vão se desligar do Spotify, um estudo recente aponta que cerca de 19% dos assinantes da plataforma decidiram cancelar seus planos — ou farão isso no futuro próximo — por causa das polêmicas envolvendo o serviço, como nós te contamos por aqui.

Na carta mais recente publicada por Young, ele também tem como alvo as instituições financeiras que contribuem para a “destruição em massa de combustíveis fósseis da Terra” e incentiva que as pessoas encerrem suas relações com grandes bancos americanos.

Você pode ler o comunicado de Neil Young na íntegra abaixo.

Em nossa era da comunicação, a desinformação é o problema. Afaste os desinformados. Encontre um bom lugar limpo para apoiar com suas verificações mensais. Você tem o verdadeiro poder. Use-o.

Para os baby boomers, digo que 70% dos ativos financeiros do país estão em suas mãos, em comparação com apenas cerca de 5% dos millennials. Você e eu precisamos liderar.

Em nossa era de caos climático, digo para abandonar as empresas que contribuem para a destruição em massa de combustíveis fósseis da Terra.

Para o financiamento contínuo dos danos causados ​​​​pelos combustíveis fósseis, mesmo com a temperatura global subindo, eu digo que tire seu dinheiro das contas desses bancos americanos hoje:

Chase
Citi
Bank of America
Wells Fargo

Junte-se a mim enquanto eu movo meu dinheiro para longe dos causadores de danos ou você involuntariamente será um deles. Você tem o poder de mudar o mundo. Nós podemos fazer isso juntos. Seus netos vão agradecer na história.

Para os músicos e criadores do mundo, digo o seguinte: você deve ser capaz de encontrar um lugar melhor do que o SPOTIFY para ser o lar de sua arte.

Para os trabalhadores do SPOTIFY, digo que Daniel Ek é seu grande problema – não Joe Rogan. Ek puxa as cordas. Saia desse lugar antes que ele coma sua alma. Os únicos objetivos declarados por EK são sobre números – não arte, não criatividade.

Observe que EK nunca menciona os Profissionais Médicos que iniciaram essa conversa. Veja, uma última vez – as declarações que EK fez.

Então seja livre e siga o bom caminho.

LEIA TAMBÉM: CEO do Spotify condena insultos racistas de Joe Rogan, mas mantém o podcaster na plataforma

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar