Alírio Netto comenta fim do Shaman e condena discurso de ódio
Reprodução / Facebook

A gente te contou aqui que, no final de Abril, aconteceu em São Paulo o Summer Breeze Brasil e uma das bandas que tocou no festival foi o Shaman, em um formato especial com a participação especial de integrantes do Viper e do Angra para homenagear o saudoso Andre Matos.

O vocalista Alírio Netto, que assumiu os vocais do Shaman após a morte de Andre, deu entrevista para o canal no YouTube Ibagenscast antes da apresentação e falou sobre o fim da banda, provocado por declarações polêmicas do ex-baterista Ricardo Confessori, que ficou de fora da homenagem.

Há alguns meses, o músico que também fez parte do Angra falou uma série de absurdos na internet, incluindo ofensas homofóbicas e declarações em que se dizia “roqueiro raiz” e insinuava que os músicos de sua banda eram “bluepill”, ou seja, não tinham uma “mentalidade alfa”.

No papo, Alírio deixou claro, até com certa ironia, que não havia razão para que Ricardo estivesse no palco junto com o Shaman no evento que ocorreu semanas atrás. Para Netto, aliás, Confessori “precisa de calmante”, e não da tal “red pill”:

É um evento em homenagem ao grande mestre Andre [Matos]. A gente vai estar lá, integrantes de três das bandas que ele foi vocalista. […] Não tinha por que o Ricardo [Confessori] estar fazendo parte desse show. O Ricardo, inclusive, é o seguinte: ele pode pedir música no Fantástico, porque ele acabou a banda três vezes! [risos]. Pelo amor de Deus, né? 50 anos na cara, pô. Puta que pariu. Ele não tem que tomar aquela red pill, ele tem que tomar um calmante.

Eita!

Alírio Netto fala sobre Ricardo Confessori antes de show do Shaman

Apesar do tom incisivo, Alírio também destacou pontos positivos do ex-companheiro de banda. Ele elogiou a forma como Ricardo cuida do filho e até revelou que espera uma mudança de comportamento do músico, desde que ele faça reflexões sobre o que aconteceu e sobre o funcionamento do mundo, sempre em mudança constante:

Mas olha, só pra esclarecer… eu não vou entrar nisso aí porque eu não quero entrar em polêmica nem nada assim, mas eu vi um lado do Ricardo muito legal. Tive a oportunidade de estar na casa dele e o carinho que ele trata a mãe dele, o jeito que ele cuida da família dele, do filho… É algo lindo, saca? Por isso que eu também não entendi por que ele caiu nessa. Eu mandei uma mensagem para ele depois e falei, ‘Cara, vale uma reflexão, né? Espero que você consiga rever alguns desses teus posicionamentos’. Vai saber o que está passando na vida, o que tem na cabeça, naquele coração dele. É muito fácil a gente apontar o dedo e julgar. Eu acho que as consequências do que ele falou falaram por si próprias. Então, espero que ele faça uma reflexão e consiga entender que o mundo está mudando. O mundo vai mudar queira você ou não, e os dinossauros estão fadados a morrer por cometas, vai ser cometa e porrada de tudo quanto é lado.

Confira o momento em questão através do corte abaixo, bem como a entrevista completa em seguida.

LEIA TAMBÉM: “Maestro do Rock”: segunda parte de filme sobre Andre Matos terá estreia exclusiva no Summer Breeze Brasil

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!