Paul Stanley, do KISS
Foto de Paul Stanley via Shutterstock
 

No ano em que o Metallica comemora os 30 anos do lançamento de seu disco autointitulado, também conhecido como Black Album, o grupo não cansa de receber homenagens.

Depois de Bruce Dickinson, quem agora resolveu consagrar o trabalho de James Hetfield e companhia foi Paul Stanley, vocalista e guitarrista do KISS.

Na nova edição da Classic Rock Magazine, que celebra o 30º aniversário do Black Album com uma série de entrevistas, o músico da clássica banda de Hard Rock afirmou (via Loudersound):

Como não ser um fã do Metallica? Eric Carr [ex-baterista do KISS, que morreu em 1991] foi quem nos apresentou ao Metallica, e ele fez isso um tanto mais cedo, lá nos primeiros dias do Metallica. Mas em termos de se tornar um fenômeno mundial, eu diria que o ‘Black Album’ foi o que provocou isso.

Paul continuou:

‘Enter Sandman’ – aquela música realmente apertou um botão, mudou alguma coisa. Ela manteve a coragem, a paixão e a crueza do que eles haviam feito até aquele ponto, mas conseguiram conduzir de uma forma que teve um apelo mais comercial. Não foi uma coincidência quando Bob Rock produziu aquele álbum. Ele se tornou o cara certo para trazer à tona o aspecto mais comercial do som de uma banda, esteja a gente falando de Metallica ou The Cult.

Mas a coisa mais importante quando você é uma banda ou uma pessoa criativa é fazer o que quiser. Parabéns ao Metallica por isso. Para onde eles foram desde o ‘Black Album’, e levando em consideração seu início, é nada menos do que incrível. Seu apelo se tornou enorme, em letras maiúsculas, porque ultrapassou limites. Isso é sempre um ótimo bônus.

Comemorações pelos 30 anos do Black Album do Metallica

Black Album foi lançado em 12 de Agosto de 1991 e é o disco mais vendido de qualquer gênero musical nos últimos 30 anos, com 17 milhões de cópias vendidas nos Estados Unidos e 35 milhões no mundo inteiro.

O trabalho de estúdio é considerado um divisor de águas na carreira do grupo e ajudou a popularizar o Metal ao redor do mundo.

Lançado em 1990, o disco autointitulado traz diversos sucessos do Metallica, como “Sad But True”, “Enter Sandman”“Nothing Else Matters”, “The Unforgiven” e “Wherever I May Room”.

Além de uma série de lançamentos específicos, a banda prepara uma edição especial do clássico álbum com 53 covers de artistas que passeiam por diversos gêneros musicais.

Sob o título The Metallica Blacklist, o material comemorativo, que chega às plataformas digitais em 10 de Setembro, trará a participação, por exemplo, de Miley Cyrus e Elton John, que já tiveram sua versão ao lado de outros grandes nomes da música divulgada.

Outros artistas que também lançaram suas covers para o álbum são Royal BloodJuanesBiffy ClyroPhoebe BridgersSt. VincentGhost e Weezer.

Até a estreia do disco, ainda serão liberadas na internet as performances reimaginadas de Corey Taylor, IDLESRina Sawayama, entre outros.

LEIA TAMBÉM: James Hetfield e seu desgosto pelos vocais “horríveis” do início do Metallica