Marilyn Manson
Foto via Wikimedia Commons

As acusações contra Marilyn Manson continuam se acumulando e, agora, envolvem até mesmo o FBI.

Uma nova reportagem da ABC News, canal dos Estados Unidos, teve acesso a um depoimento exclusivo de Esmé Bianco. A atriz de Game of Thrones foi a mais recente a expor os abusos que sofreu na mão do músico.

Nós detalhamos tudo que ela disse por aqui, mas as acusações vão desde chicotadas durante a gravação de um clipe até uma tentativa de assassinato, uma vez que Manson perseguiu a atriz por seu apartamento com um machado ao acreditar que ela havia colocado “baratas na parede”.

Durante a transmissão, a emissora relata que Esmé foi ouvida pelo FBI em uma investigação federal nos EUA pois as suas atitudes podem ser consideradas como tráfico humano, já que ele coagiu a mulher a cruzar barreiras internacionais. Ela explicou:

Fui defraudada, fui transportada do Reino Unido para os Estados Unidos, fui abrigada e depois fui coagida a uma servidão involuntária que incluía abuso sexual e abuso físico.

Novamente, desejamos toda força do mundo às vítimas e esperamos que a Justiça seja feita o mais rápido possível. Você pode entender melhor todos os casos envolvendo Manson no resumo a seguir e, ao final da matéria, confira o vídeo da reportagem na íntegra (em inglês).

Marilyn Manson e casos de abuso

A atriz Evan Rachel Wood terminou seu noivado com Manson em 2010 e no dia 1º de Fevereiro falou abertamente sobre seu relacionamento com o músico.

Em sua publicação original no Instagram, Evan revelou que passou por uma “lavagem cerebral” e foi “manipulada para ser submissa”. Além disso, definiu Marilyn como um homem perigoso e declarou estar ao lado “das várias vítimas que não se silenciarão mais”.

Ela ainda compartilhou textos de outras mulheres como uma fotógrafa que trabalhou com Manson e relatou que ele aplica até mesmo “táticas de tortura” para controlar as pessoas. Outra ex-noiva do cantor, Rose McGowanendossou todas as falas de Wood, mas uma terceira (Dita Von Teesedisse que não sofreu nada do tipo.

Ele negou todas as acusações e citou que seus relacionamentos íntimos sempre foram “inteiramente consensuais”. A cantora Phoebe Bridgers, por outro lado, disse ter ido na casa de Marilyn quando era adolescente e alegou que o cantor falava sobre um “quarto do estupro” em sua residência.

Após a denúncia, a gravadora Loma Vista se manifestou e anunciou o encerramento do contrato com o artista para a promoção do seu disco atual e que também não pretende realizar projetos futuros com ele, e você pode ler o comunicado aqui.

Seu empresário de 25 anos também encerrou relações, e Marilyn ainda perdeu papéis em duas séries que participava.

LEIA TAMBÉM: Vocalista do Wolf Alice acusa Marilyn Manson de filmar suas partes íntimas em backstage de festival

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar