TOOL ao vivo
Reprodução/YouTube
 

Os fãs do TOOL na Nova Zelândia viram uma memória feliz ganhar requintes de preocupação nos últimos dias.

A apresentação em Auckland, no país da Oceania, certamente realizou o sonho de muita gente. O problema é que uma dessas pessoas que estava lá foi diagnosticada com o novo coronavírus, e pode ter contaminado outros presentes.

O show ocorreu no dia 28 de Fevereiro, na Spark Arena. O sujeito em questão estava próximo à frente do palco, do lado esquerdo, e a recomendação é que todos os fãs que estiveram naquela área façam testes para a doença.

No entanto, o diretor geral de saúde Ashley Bloomfield garantiu que não há grandes motivos para preocupação por parte das outras pessoas. Em comunicado, ele afirmou (via MetalInjection):

Nós encorajamos todas as pessoas na área do show a ficarem atentas aos sintomas e contatar a Linha de Saúde se preocupadas. O conselho é que o risco é muito baixo para todos os outros que foram ao show.

Não há forma de rastrear as pessoas que estiveram naquela área do show, [portanto] são classificados como contatos casuais e a recomendação é ligar para a Linha de Saúde caso haja qualquer sintoma. As pessoas que estamos focados em encontrar são as que tiveram contato próximo e oficiais de saúde estiveram em contato com todas essas pessoas.

Coronavírus

O medo de transmissão do coronavírus em eventos é bem real, e algumas bandas estão justificando o cancelamento de turnês com isso. É o caso do Slipknot, que cancelou shows e até o festival Knotfest do Japão por citar uma “responsabilidade” com os fãs.

Outros grandes giros como o do Green Day pela Ásia e algumas datas do BTS na Coreia do Sul também foram adiados; no cinema, o novo filme Missão Impossível está lidando com atrasos na produção e a estreia de 007: Sem Tempo Para Morrer foi jogada de Abril para Novembro.

Mais recentemente, o mega influente festival de Música, Tecnologia e Filmes, SXSW, também foi cancelado, e o temor existe em relação a eventos como o Coachella.

 
 
Compartilhar