Armie Hammer no Rio de Janeiro, 2015
Foto de Armie Hammer via Shutterstock

O caso bizarro envolvendo Armie Hammer, canibalismo e abuso sexual continua rendendo notícias — e não são das melhores.

Após ter supostas conversas vazadas e até uma foto que provaria a veracidade da situação, agora o ator pediu demissão de Shotgun Wedding, filme estrelando Jennifez Lopez. Sua saída foi noticiada pelo estúdio Lionsgate, que disse respeitar a decisão de Hammer.

Em um comunicado (via CoS), Armie se pronunciou pela primeira vez sobre as acusações, mas se esquivou de explicações. Leia:

Não vou responder a essas alegações mentirosas, mas à luz dos ataques online perversos e espúrios contra mim, não posso, em sã consciência, agora deixar meus filhos por quatro meses para fazer um filme na República Dominicana. A Lionsgate está me apoiando nisso e sou grato a eles.

Armie faria o par romântico de J-Lo no longa, que conta a história de um casamento que acaba dando errado. As filmagens começariam nessa semana, mas devem sofrer atrasos para que o estúdio possa encontrar um ator substituto.

Armie Hammer

Como te contamos por aqui, conversas do ator de Me Chame Pelo Seu Nome (2017) com uma mulher foram expostas em um perfil no Instagram. Nelas, Hammer admite ser adepto ao canibalismo e ainda fala sobre estupro, agressão e mais. Em uma foto vazada, ele aparece simulando um enforcamento em si mesmo, como uma “prévia” do que queria fazer com sua parceira sexual.

E falando no filme de 2017, vale lembrar que uma sequência estrelando Armie e Timothée Chalamet já foi confirmada. Resta saber até quando…

 
Compartilhar