Lady Gaga e R. Kelly
Fotos: Shutterstock
 

Na semana que passou a cantora Lady Gaga se posicionou contra R. Kelly e disse que está ao lado das várias mulheres que acusaram o músico de abuso sexual.

Como parte do processo, ela avisou que iria retirar o dueto “Do What You Want”, lançado no disco ARTPOP (2013), de todas as plataformas de streaming, dizendo que não fazia mais sentido a música estar no mundo.

Isso foi feito, e se você procurar o disco no Spotify por exemplo, perceberá que a faixa é a única do disco que não pode ser tocada, mas a decisão de Lady Gaga teve um efeito contrário.

Desde que ela se pronunciou a respeito, “Do What You Want” teve um aumento de 13.720% nas vendas digitais dos Estados Unidos, sendo que em 10 de Janeiro ela teve 2.000 downloads contra menos de 15 do dia anterior.

Obviamente os números foram alcançados enquanto a canção ainda estava disponível para compra no iTunes, o que já não acontece mais.

 

R. Kelly

Nos últimos anos o músico norte-americano vem sendo acusado de abuso sexual por diversas pessoas, mas foi um documentário chamado Surviving R. Kelly, exibido essa semana nos EUA, que fez com que denúncias contundentes ele viessem à tona.

Desde então muitos artistas tem falado a respeito, e além de Lady Gaga, a banda francesa Phoenix pediu desculpas por uma parceria que fez com o cara. Antes disso, John Legend já havia dito que topou participar do documentário porque “jamais protegeria um estuprador de crianças”.

     
 
Compartilhar