Mac Miller
Foto: Wikimedia Commons

Um segundo envolvido na morte do saudoso Mac Miller foi condenado pela justiça americana nesta segunda-feira (16).

Stephen Walter, traficante acusado de ter vendido as drogas que mataram o rapper em 2018, recebeu a sentença para passar mais de 17 anos na prisão.

De acordo com o jornal The Independent, o homem de 49 anos se declarou culpado por ter distribuído ilegalmente substâncias como o fentanil, determinante para a morte do artista.

Dos três acusados, Stephen é quem enfrentou as mais graves acusações. No mês passado, Ryan Reavis já havia sido condenado a 11 anos de prisão por envolvimento no caso. Um terceiro acusado chamado Cameron Pettit ainda será julgado.

O processo no tribunal foi iniciado em 2019, quando os três homens foram acusados de conspirar e distribuir pílulas de cocaína e oxicodona com fentanil que causaram a morte de Miller, aos 26 anos. Todos já tinham antecedentes criminais relacionados à drogas.

Morte de Mac Miller

Nascido como Malcolm McCormick em Pittsburgh, na Pensilvânia, Mac Miller foi encontrado morto pela polícia em San Fernando Valley, nos Estados Unidos, em 7 de Setembro de 2018 após ligação para o serviço de emergência feita de sua casa.

Alguns áudios da emergência revelaram na época que os socorristas foram inicialmente chamados para atender um paciente com parada cardíaca. Mais tarde, a causa da morte foi classificada como uma mistura fatal de cocaína, oxicodona e fentanil.

Ex-namorado de Ariana Grande, Miller havia lançado seu mais recente álbum, Swimming, poucos dias antes de falecer e preparava uma nova turnê.

LEIA TAMBÉM: Young Thug revela que parceria com Mac Miller foi gravada um dia antes de sua morte

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!