Érika Martins e Gabriel Thomaz, Autoramas
Reprodução/Instagram

Érika Martins, guitarrista do Autoramas, compartilhou um episódio bastante triste e revoltante de sua carreira.

Segundo a artista, um programa de rádio do qual fazia parte a demitiu após ela receber ameaças e ofensas machistas de um ouvinte. O projeto em si é o Escola Musical, transmitido pela Rede Mais FM, e que ainda contava com Gabriel Thomaz (Autoramas), também afastado, e Régis Tadeu (quem apontou o post de Érika foi Rafa_77 via Twitter).

Érika descreveu em detalhes o que aconteceu, se revoltando com uma situação como essa em pleno 2020. Segundo ela, a represália veio após ela repreender um comentário misógino do diretor Paulo Luccas com um simples: “Fulano, sexismo aqui não! Ai, ai, ai!”.

A rádio ainda não se pronunciou. Leia o relato completo abaixo:

No dia internacional pela eliminação da violência contra as mulheres, aconteceu o seguinte comigo: Fui cortada do programa que havia sido convidada para apresentar (e que foi todo formatado para mim) como represália por não aceitar um comentário misógino feito no ar (objetificando uma ouvinte, que poderia até ser menor de idade!) e rebater ao vivo com a seguinte frase: ‘Fulano, sexismo aqui não! Ai, ai, ai!’

Na sequência, ele enviou diversas mensagens grotescas no WhatsApp com conteúdo de intimidação (sugerindo que eu deixasse o programa e/ou que tinha o poder de tirar os apresentadores quando quisesse… assédio moral — incluindo ‘chamar a minha atenção’ para ‘erros’ cometidos por outros apresentadores). ‘O mundo está muito viadinho…’, ‘…este movimento feminista de merda’ (esta proferida pela MULHER dele). Estas foram só algumas das ‘pérolas’ lançadas no WhatsApp.

Fui avisada 13h antes do programa, por uma mensagem no WhatsApp, que havia sido afastada (junto com o Gabriel) com o ‘argumento’ de que estávamos transmitindo da Bahia (isso não foi problema nenhum, pois estavam avisados desde o início e as transmissões dos programas anteriores correram de forma impecável). Intimidações como essas NÃO ME CALARÃO!

Tenho mais de 20 anos de carreira, luto com meu trabalho e as minhas atitudes pelo espaço feminino, pela igualdade de direitos e o fim da violência! Não vamos aceitar caladas! Não cito nomes nem links pra não dar ibope aos citados. Parece 1820, mas é 2020.

Em conversa com o Splash, Érika explicou que o cantor Gaab era o convidado do dia e recebia mensagens no WhatsApp da rádio. Uma ouvinte perguntou se ele namoraria uma fã e Érika falou, “Conselho girl power, não cai nessa! Você é fã do trabalho dele, mas se valorize também! Estude, faça seu trabalho!”

Gaab concordou com ela, e Érika lembrou:

Aí essa figura, o outro apresentador, mandou a pérola: ‘Gaab, tem certeza? Acabei de ver foto da menina e é a maior gatinha’. Objetificando a mulher, e poderia até ser menor de idade! Eu falei: ‘Sexismo não, ai ai ai’. Fui simpática, poderia ter sido até mais grosseira….

Érika Martins

Em tempo, Érika Martins e seu companheiro, Gabriel Thomaz, são duas das pessoas mais bacanas da música brasileira em todos os tempos.

Se alguém teve esse tipo de comportamento com eles, já dá pra ter certeza do tipo de pessoa que estamos falando. Lamentável é pouco.