Foto: Divulgação
 

O cantor e músico pernambucano F.Snipes lançou na última quinta-feira, 19 de Novembro, o videoclipe para o single “Manifesto”. A faixa chega em alto astral com as participações especiais de Henrike Baliú (Armada / Blind Pigs) e Paulo Rocker (Gramofocas).

O trio punk protagoniza o que o brasiliense Paulo Rocker define como “uma confusão de sotaques em uma festa sonora”, já que divide os vocais com o pernambucano radicado em Miami F.Snipes e o carioca de sotaque paulistano Henrike.

Foi divertidíssimo, a música é hit como todas as outras lançadas por ele até agora. Além de ser a primeira vez que canto com o Henrike oficialmente.

O vocalista da Armada também ficou feliz com o resultado. Henrike conta que “é muito legal participar de uma música que foge um pouco do que estou acostumado a fazer” e que gosta do desafio.

Quando a escutei pela primeira vez, já imaginei onde eu encaixaria a minha voz. Gravei a minha parte e quando achei que não poderia melhorar mais, fiquei sabendo que o Paulo também iria participar. O que já estava bom, ficou bom demais.

Segundo Snipes, “Manifesto” fala de uma visão de entendimento do Universo e da espiritualidade. A letra aborda as manifestações diárias de nossas conexões com tudo que está ao nosso redor e a forma como elas são percebidas com mais intensidades quando estamos de forma plena no presente momento“. O músico ainda acredita que as participações foram essenciais para dar uma nova energia para a música.

Sempre adorei o trabalho de bandas que revezam vocais, acredito que dá mais versatilidade à linha sonora. Acho que cada um conseguiu contribuir com um timbre e uma energia única, o que resultou em uma belíssima melodia.

“Manifesto” é primeiro lançamento do artista desde o EP de estreia Sol e deve fazer parte do seu primeiro álbum completo, previsto para chegar ao mundo em 2021, pela Grudda Records.

Telvrichaos

telvrichaos
Foto por Du Ribeiro

A banda de rock alternativo Telvrichaos estreou na sexta-feira, 20 de Novembro, o single intimista “Deep“, o segundo de uma sequência de lançamentos que desencadeará em um álbum em 2021. A canção foi divulgada através de um lyric video e conduz o ouvinte a um mergulho existencial.

A produção visual conceitua bem a estética pagã proposta pelo grupo e conta também com um site interativo e intuitivo que contempla a dinâmica dual de nossas escolhas. Autobiográfica, a faixa apresenta um processo de descida profunda no “eu”, deparando-se com algo extremamente caótico, explica Eduardo Ribeiro, guitarrista e líder do grupo.

A cada degrau que descemos nessa espiral questionamos o caminho em si, cada escolha, cada reação, e assim vamos nos deparando com situações conceitualmente similares, mas em escalas cada vez mais potentes e devastadoras.

Para ambientar a temática, a Telvrichaos buscou arranjos densos e sofisticados, a fim de despertar sentimentos subjetivos relativos ao caos humano de forma coletiva e individual. O grupo construiu a passos vagarosos e firmes a harmonia musical melancólica de “Deep”, onde se encontra influências de guitarras e arranjos que vão dos anos 60 a 90 e traz reflexão acerca da repetição, tanto na letra quanto na melodia.

Além de Eduardo Ribeiro, articulador do projeto e responsável pelos arranjos e composições, a banda conta ainda com Marina Dolinsky, nos vocais; Rafael Taufer, responsável pela produção dos synths; e Béla Simon, letrista. A Telvrichaos vem apresentando o ódio como principal fio condutor do segundo disco e se planeja para apresentar mais um single no início de 2021.

Flavia K

flavia-k
Foto por Johnny Moraes

A pianista e cantora paulista Flavia K divulgou recentemente o single “Dias Bons (Alright)”, sua primeira parceria internacional. Com participação da rapper californiana Ill Camille, a faixa tem a pedida que precisamos para atravessar uma pandemia: dias melhores virão.

O embrião da canção surgiu há pouco mais de um ano, quando Ill Camille esteve no Brasil para gravações e participações. Durante sua estadia, Camille conheceu Flavia e a amizade progrediu na parceria. A composição reúne a rima e flow noventista da californiana com o canto soul da paulista na medida certa. Na sonoridade, batida eletrônica oldschool e o clima do alt-R&B contemporâneo, contrastes entre arranjos orgânicos e sintetizados, além da timbragem espacial do teclado rhodes.

O beat não esconde a forte influência de J Dilla, com uma levada lo-fi e o andamento mais lento, tão bem explorado pelo norte-americano. Trazer o rap para sua música não é novidade para Flavia K que, frequentemente, produz e colabora com nomes do cenário nacional, como Slim Rimografia, Kamau e Rashid.

“Dias Bons (Alright)” recebeu um lyric video com cenas das gravações em estúdio, iniciadas em setembro de 2019, durante a passagem de Ill Camille pelo Brasil, e concluídas em setembro deste ano, quando Flavia K gravou as vozes finais. Este é o último lançamento da cantora em 2020 e ela promete material inédito para o começo de 2021.