Tuco Marcondes
Crédito: Gal Oppido
   

O cantor, compositor e multi-instrumentista Tuco Marcondes lançou nas plataformas digitais, através do selo Backing Stars, a canção “Tudo Acaba em Nada”.

Por causa da quarentena, o artista gravou a faixa em seu home studio, registrando sozinho, além dos vocais, os violões, guitarra, dobro, baixo, teclados e programações.

Tendo lançado dois EP’s entre Outubro de 2019 e Março de 2020, Tuco agora prepara o lançamento do álbum Olho do Furacão. Até o final do ano, o cantor vai liberar mais quatro composições, entre instrumentais e canções cantadas, que estarão no novo disco.

Com influências que vão de Dilermando Reis a Bob Dylan, ou Beatles a Paco de Lucia, Marcondes atua no cenário musical desde o início da década de 1980, acumulando gravações ao lado de importantes nomes da música no Brasil e no exterior.

Também produtor musical, Tuco já trabalhou para Zeca Baleiro, Paulo Ricardo, Fafá de Belém e Raquel Luz; assim como para espetáculos de teatro (Laranja Mecânica e Carmen Rock) e inúmeras trilhas para documentários e comerciais publicitários.

hc8sea

hc8sea
foto: divulgação

O músico Henrique Corrêa, do Young Lights, disponibilizou a música “Six Drink Army” através de seu projeto solo, o hc8sea.

A canção instrumental, que transita entre o lofi, hip-hop e o jazz contemporâneo, foi feita em parceria com o companheiro de banda Bruno Mendes, que toca guitarra e bateria no YL.

Também participaram da faixa Gabriel Ventura (Ventre) e Cebola (Daparte). O lançamento, inclusive, foi o primeiro de uma sequência de colaborações entre artistas do país inteiro reunidos por Henrique.

A Balsa

A Balsa
foto: Daniel Paiva

O duo paulistano A Balsa lançou nas plataformas de streaming a música “Ondas do Rádio”, que inaugura uma série de lançamentos inspirados no clima de verão nostálgico.

A letra da faixa fala sobre a distância e saudade em tempos de isolamento social. Inspirada no pop dos anos 1980, a canção explora synths e guitarras cheios de reverb.

“Acho que esse ano todo mundo sentiu mais saudade de uma fora mais intensa, aquela sensação que antes era tudo mais fácil num passado não tão distante. E esse sentimento se refletiu muito no nosso som,” conta Bari, músico e produtor do projeto.

Rodrigo Novo

Rodrigo Novo
foto: reprodução

O músico, cantor e compositor capixaba Rodrigo Novo deu prosseguimento na carreira solo com o single “Cego”, que chega acompanhado de um clipe disponibilizado no YouTube.

O vídeo, dirigido por Gabriel Roemer, é uma animação quadro a quadro com cerca de 2.500 desenhos que mostram o universo existente dentro e fora da gente.

“Formas de enxergar podem ser infinitas. Para mim, se conectam música e clipe, no sentido de que falam sobre se perceber, entender o que queremos fazer com o tempo que a gente tem agora,” define o artista, que vai incluir a faixa no álbum Sítio.

“É cultural por aqui pensarmos na vida como uma lista de compras ou uma receita: crescer, estudar, trabalhar, casar, ter filhos, envelhecer e morrer. Acaba que muitas pessoas querem vivenciar outra coisas, enxergar sua individualidade dentro do todo. Num ano como o de 2020, o voto de confiança que a música traz é bem relevante, né? A sociedade mundial foi obrigada a olhar pra dentro e rever algumas questões”, opina o compositor, que também já divulgou a canção “Sinastria”.

PLUMA

PLUMA
foto: reprodução

A banda PLUMA liberou nas plataformas digitais o EP de estreia Mais do Que Eu Sei Falar, composto por quatro faixas e que traz o novo single “Something Bad”.

O projeto, lançado pelo selo Rockambole, foi inteiramente produzido pelo grupo durante a quarentena e mistura o soul, R&B, indie pop, rock e pop psicodélico, entre outros gêneros musicais.

Formada em 2019, inicialmente como um projeto de TCC no curso de Produção Fonográfica, a PLUMA tomou forma fora do ambiente acadêmico e agora segue na carreira artística.

O quarteto tem como integrantes Diego Vargas (teclado/synth), Guilherme Cunha (baixo), Lucas Teixeira (bateria) e Marina Reis (vocal).