East Bay Ray (Dead Kennedys)

East Bay Ray, guitarrista da banda punk Dead Kennedys é um dos maiores nomes contra o formato da distribuição de royalties feita pelo YouTube.

Em entrevista recente, o cara disse que após muito tempo recebeu uma pequena parte de royalties de músicas do Dead Kennedys no site, mas que isso é apenas uma pequena questão na discussão toda, já que, segundo ele, o site de vídeos do Google tirou 12.000 músicos de suas carreiras:

O acordo do YouTube é que eles dividem no formato 55/45, sendo 55 para o artista e 45 para eles. Mas isso depois dos custos, então após olhar os relatórios financeiros, os gastos básicos do Google são de 36 por cento.

Tirando os 36 por cento, acaba no fato de que eles pagam 35 por cento e levam 65 por cento. O lucro do YouTube no ano passado foi de 1,2 bilhões de dólares, e eles pagaram 600 milhões de dólares.

Então, se eles praticassem a mesma porcentagem de, por exemplo, o iTunes, 30/70 ao invés de 65/35, dá uma diferença de quase 600 milhões de dólares. Agora, se você pega o músico de classe média, que ganha, por exemplo, 50 mil dólares por ano, ano sim ano não, divida por 600 milhões de dólares, são 12.000 pessoas de quem o Google tirou dinheiro.

E essas pessoas agora estão trabalhando nas minas de sal do Walmart.

O último disco do Dead Kennedys é Bedtime For Democracy, 1986.

De lá pra cá a banda tem feito alguns shows com outro vocalista no lugar do lendário Jello Biafra, que deixou o grupo devido a conflitos internos justamente por direitos de músicas e álbuns.

Fonte: Digital Music News