Coronavírus, bebidas virtuais

No Reino Unido, a crise do coronavírus chegou com força e as casas de show independentes estão passando por um período bastante difícil.

Pensando nisso, uma campanha de crowdfunding foi criada bem aos moldes da ideia do “pague um café” que circula na internet há anos, onde algumas pessoas oferecem serviços gratuitos mas sugerem o valor de um café como pagamento a quem puder.

No novo contexto, a ideia é a compra de “bebidas virtuais”. Como contou a NME, os fãs de música e dos pubs que recebem espetáculos têm à disposição um “cardápio” bem diverso, que varia de 2 a 200 libras (entre R$11,75 e R$1.175) com todas as compras acima de 20 libras oferecendo uma espécie de “rifa” cujos prêmios incluem ingressos para shows no futuro, festivais, créditos no bar e até tempo de estúdio para bandas ensaiarem.

Você pode conferir todos os detalhes (em inglês) e apoiar por aqui.

Coronavírus e a indústria da música

Enquanto outros países não seguem o exemplo da Alemanha, que promete oferecer assistência financeira aos trabalhadores da área artística, a ideia dos britânicos está entre as melhores e poderia muito bem ser repetida por aqui.

Ainda assim, para quem não quer ficar parado esperando uma iniciativa dos outros, existem opções de ajuda mais individualizadas. Uma boa escolha é o Bandcamp, que nesta sexta-feira (20) está repassando sua porcentagem das vendas aos artistas.

 
Compartilhar