Público em Show
Foto Stock via Shutterstock
 

Viver de música não é tarefa fácil, seja aqui ou em qualquer outro país. Com o recente surto de coronavírus, a indústria do entretenimento como um todo está sofrendo um baque cujas consequências são difíceis de prever.

As duas maiores produtoras de shows dos EUA, Live Nation e a AEG, já suspenderam a programação de todos os seus artistas até o final de Março. Isso inclui nomes como Billie EilishTOOL, e muitos outros tendo que adiar suas turnês.

Há muitos anos, estas são a principal fonte de renda da grande maioria da classe artística. É claro que, quando se fala em artistas de proporções gigantes como os citados, o prejuízo será grande mas há uma estrutura para a recuperação.

No entanto, a indústria independente ou de gravadoras que atendem públicos menores pode estar prestes a lidar com duros golpes. Por isso, mais do que nunca, sua banda preferida pode precisar da sua ajuda — e esta pode vir de várias formas.

Bandcamp é uma das melhores plataformas nesse quesito. Por lá, você pode comprar todo tipo de produtos e, inclusive, ajudar financeiramente com a quantia que achar mais interessante ao baixar/ouvir músicas dos artistas.

Além disso, os próprios sites oficiais de muitas bandas estão ganhando foco na parte de merch. Comprar uma camiseta, blusa ou mesmo um pequeno acessório, um adesivo, pode fazer a diferença no sustento de artistas pelo Brasil e pelo mundo.

Entrando nos canais oficiais de comunicação de bandas e artistas favoritos, você pode encontrar diversas formas para compensar o período em que eles não poderão se apresentar.

Pense que, por exemplo, se a crise aqui durar um mês, há bandas que poderão ter até uma dezena de shows cancelados, o que definitivamente irá afetar as suas já complexas finanças.

Coronavírus no Brasil e os Cancelamentos

Por aqui, o vírus ainda não atingiu todos os locais mas já começa a gerar cancelamentos. Um Tweet recente, por exemplo, mostra que rolou em Recife o que deve rolar daqui pra frente no país todo: prefeituras e governos suspendendo atividades com grandes aglomerações.

Uma das sugestões mais reforçadas pelas organizações de eventos até agora vale para as atrações locais. Aceitar um crédito/voucher para uma nova data ao invés de buscar o reembolso ajuda as bandas a manterem a renda, assim como permite que as produtoras de fato remarquem a apresentação sem grandes prejuízos e, quando tudo voltar ao normal, sigam produzindo os shows que tanto gostamos.

Neste momento difícil, a música tem um poder gigantesco (como vimos na Itália). Como consumidores e fãs, é a hora mais urgente de retribuirmos: apoie seu artista preferido!

 
Compartilhar