Volta de shows na pandemia
Foto Stock via Shutterstock
Ouça a Playlist Climão de Dia dos Namorados!   Ouça o novo álbum do Melim!  

É difícil de acreditar, mas, embora a vacinação na cidade do Rio de Janeiro esteja atrasada, o prefeito Eduardo Paes, através de decreto publicado ontem (7) no Diário Oficial do município, autorizou as casas de espetáculos a funcionarem normalmente, desde que seja respeitado o limite de 40% da capacidade.

As novas regras, válidas até o dia 20 de Maio, também permitem que bares e restaurantes funcionem em horário estendido, anulando as restrições anteriores, e liberam as praias para os cariocas nos finais de semana, o que antes era permitido somente em dias úteis.

Recorde de casos

Além do atraso no calendário de vacinação, nesta quinta-feira (6), o estado do Rio de Janeiro teve recorde de casos da COVID em 24 horas. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, foram registrados 9.185 novos casos. O recorde anterior era de 8.385 casos, computados no dia 16 de Fevereiro.

É de lascar!

Festa da COVID-19 no Rio de Janeiro

Confira a seguir as principais mudanças do novo decreto na cidade do Rio de Janeiro:

Bares e restaurantes: funcionamento sem restrições de horário; música ao vivo até às 23h.

Praias, parques e cachoeiras: todos liberados em qualquer dia da semana.

Ambulantes nas praias: comércio sem restrição todos os dias da semana.

Estacionamento na orla: sem restrições.

Casas de espetáculos: permitida a abertura com 40% da capacidade.

Áreas de lazer no Leblon e em Copacabana: reabertura aos domingos.

Academias: aulas coletivas liberadas desde que as pessoas estejam afastadas a cada quatro metros quadrados.

Proibido: boates, rodas de samba e entrada de ônibus fretados na cidade com a exceção dos que prestem serviço para hotéis).