Donald Trump
Foto via Wikimedia Commons
 

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou que uma operação do Exército neste último sábado teve como alvo o terrorista Abu Bakr al-Baghdadi. Conhecido por ser líder do grupo terrorista Estado Islâmico, ele foi encontrado e cercado no noroeste da Síria.

Segundo o mandatário:

Na última noite os Estados Unidos levaram o terrorista número um do mundo à justiça. Abu Bakr al-Baghdadi está morto. Ele morreu após entrar em um túnel sem saída, choramingando e chorando e gritando o tempo todo. Ele chegou ao final do túnel enquanto nossos cachorros o perseguiam.

Depois de se ver encurralado, Abu Bakr teria acionado um colete com explosivos. Três crianças levadas junto por ele estavam também morreram. O ataque foi planejado com ajuda da Rússia, Síria, Iraque e Turquia.

Donald Trump

Trump falou que a operação permitiu ao governo dos EUA adquirir informações sensíveis do Estao Islâmico. Ele ainda complementou dizendo que assistiu a boa parte da operação:

Nós adquirimos informação muito sensível na operação, muito tendo a ver com o EI, planos futuros, coisas que queremos muito. Eu pude assistir muito do que aconteceu. Foi como assistir a um filme.

Além disso, o presidente disse que 11 crianças foram resgatadas vivas do complexo. Duas das esposas de Baghdadi, no entanto, foram mortas enquanto usavam coletes suicidas que não haviam sido detonados ainda.

LEIA TAMBÉM: Donald Trump elimina a mídia e oponentes em paródia violenta; vídeo

     
 
Compartilhar