Rihanna e Colin Kaepernick
Fotos: Wikimedia Commons/Divulgação
 

O Maroon 5 não foi a primeira escolha da NFL para o intervalo do Super Bowl no ano que vem, já que Rihanna era a preferida.

A revista US Weekly revelou que a intérprete de “Diamonds” recusou o convite para tocar em um dos eventos mais assistidos do mundo como uma forma de apoio ao jogador Colin Kaepernick.

Kaepernick está fora dos campos desde 2016, quando se ajoelhou durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos em protesto ao racismo e à violência policial contra negros no país. Para alguns americanos, incluindo o presidente Donald Trump, a atitude foi considerada desrespeitosa.

No últimos meses, o jogador chegou a entrar com um processo contra a NFL acusando-os de conspirar para mantê-lo sem jogar.

Se Rihanna será convidada novamente nos próximos anos, não sabemos. O que sabemos é que a rapper Cardi B deve fazer uma aparição surpresa durante a performance do Maroon 5, que acontece na final do campeonato, em Fevereiro de 2019.