Maynard James Keenan, do Tool

Uma acusação séria contra Maynard James Keenan (Tool/A Perfect Circle/Puscifer) surgiu na internet na última semana.

Usando de uma conta sem identificação no Twitter, uma mulher de aproximadamente 35 anos descreveu com detalhes um estupro que supostamente sofreu do vocalista. O incidente teria ocorrido em 2000, durante um show do Nine Inch Nails com abertura do A Perfect Circle, banda da qual Keenan é frontman.

Os inúmeros tweets contam que a garota, então com 17 anos, estava na grade do local do show no momento da apresentação do A Perfect Circle. A moça, que estava com o namorado, descreve que foi abordada por uma mulher para ir ao backstage conhecer o vocalista — ao questionar se poderia levar o rapaz, ela recebeu uma resposta negativa. A thread de postagens então conta com detalhes pesados e perturbadores de como Maynard teria levado a garota ao seu ônibus de turnê, falando que veriam um filme, e a estuprado em uma cama enquanto ela estava paralisada em pânico. Por não ter usado camisinha, o vocalista teria inclusive transmitido HPV para a vítima.

Segundo a mulher, que disse não ter se identificado “por medo”, o movimento #MeToo a inspirou a contar sua história.

A repercussão dos tweets no fórum Reddit fez com que uma série de pessoas “confirmasse” as ações, dizendo serem comuns de Maynard James Keenan. Um usuário contou que, em um show de 1998 do Tool, sua namorada também foi convidada para ir ao backstage desacompanhada, mas não aceitou. Segundo outro usuário com uma história similar, o membro da equipe da banda que teria convidado sua namorada, ao ser questionado sobre a presença do namorado, disse que Maynard “não curtia mais rapazes”.

Até o momento, nenhum membro ou representante do vocalista e suas bandas se pronunciou sobre as acusações. O A Perfect Circle está atualmente em turnê, enquanto o Tool deve lançar em breve seu novo disco de estúdio.