Papa Roach incendeia o público em primeiro show na cidade de São Paulo

Após 15 anos, banda volta ao Brasil e faz sua primeira apresentação em São Paulo

Papa Roach
 

Foi no longínquo 2001 que o Papa Roach veio ao Brasil pela primeira vez, como uma das atrações do Rock in Rio. 12 anos depois, em 2013, a banda anunciou shows em São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro, mas dois dias antes dos shows acontecerem, em Agosto, toda a turnê Sul Americana foi cancelada devido a problemas na garganta do vocalista Jacoby Shaddix.

Eis que em Setembro deste ano, o projeto HonorSounds anunciou que a banda tocaria pela primeira vez em São Paulo e Porto Alegre, 15 anos após a última vinda ao país.

O show teve a abertura da banda paulistana Sioux 66, com um som característico do hard rock ao estilo Guns n’ Roses, cantado em Português. Uma boa banda, com músicos competentes, mas que não animou o público que aguardava ansiosamente o show principal da noite.

Com atraso de aproximadamente 45 minutos do horário previsto, o Papa Roach subiu ao palco para delírio de todos os presentes no Tropical Butantã. A banda abriu o show com “Face Everything and Rise“, faixa título de seu último disco, lançado em 2015. Em seguida veio “Crooked Teeth“, música nova lançada pelos caras neste ano e que deve estar presente no próximo disco, previsto para 2017.

A próxima foi dedicada para os fãs “old school” do Papa Roach: “Between Angels and Insects“, lançada no disco mais aclamado da banda, Infest, de 2000, e cantada em coro por todos que estavam lá.

A partir daí a banda mesclou músicas de toda sua carreira, mesmo deixando bastante coisa de fora, como “She Loves Me Not“, que foi pedida pelo público, mas sem sucesso.

Jacoby Shaddix é um cara muito carismático e com uma ótima presença de palco; conversa com o público e agradecia a recepção em vários momentos do show.

papa roach faz ótimo show em são paulo

Em “Blood Brothers” foi aberto um enorme (para os padrões do Tropical Butantã) mosh pit na pista premium, com direito a um guarda-chuva aberto (!!) no meio da roda.

Scars“, outro hit dos caras, foi tocada em uma versão acústica muito bonita. Segundo Jacoby, essa música representa uma época muito obscura de sua vida. E essa versão só deixou tudo mais sentimental, acalmando os ânimos da galera que não parava de pular um segundo.

No bis, o clássico “Last Resort” e “…To Be Loved” para fechar o show, que fez valer toda a espera dos paulistanos. Um show coeso, pesado e animado, que deixou também a banda contente e surpresa, com a promessa de que voltarão em breve.

1. Face Everything and Rise
2. Crooked Teeth
3. Between Angels and Insects
4. Getting Away With Murder
5. Warriors
6. Kick in the Teeth
7. Hollywood Whore
8. Forever
9. Blood Brothers
10. Broken as Me
11. Devil
12. Scars (Acústica)
13. Gravity
14. Where Did the Angels Go?
15. Still Swingin’

Bis:
16. Last Resort
17. …To Be Loved

Ontem foi dia de #PapaRoach em São Paulo!

A video posted by Tenho Mais Discos Que Amigos! (@tmdqa) on

  

Comentários