Morreu hoje pela manhã, em Montevidéu no Uruguai, o autor Eduardo Galeano, responsável por algumas das mais importantes obras da literatura latina como “Las Venas Abiertas de América Latina”, de 1971, censurada pelas ditaduras militares sul americanas da época.

Galeano tornou-se um dos autores mais respeitados e influentes da língua espanhola em todo mundo, tendo recebido em 2010 o prêmio Stig Dagerman, na Suécia, entregue a autores que “reconhecem a importância da liberdade e da palavra mediante a promoção da compreensão intercultural.”

Várias bandas latino americanas se inspiraram em Galeano para algumas de suas obras.

Nomes como León Gieco, Los Fabulosos Cadillacs, Tijuana No!, Shaila e El Cuarteto De Nos fizeram todos referências à publicação mais importante de Galeano.

Em 2014, o influente grupo Calle 13, de Porto Rico, abriu o seu bem sucedido disco Multi Viral com “Intro – El Viaje”, uma bela abertura com a voz de Eduardo Galeano.

Galeano não resistiu a um câncer no pulmão que havia sido tratado há alguns anos, mas voltou a aparecer nos últimos dias.

Que descanse em paz.