Tom Morello é criticado por pedal com frase de Lenin
Fotos: Divulgação e Stephanie Hahne

O vocalista da banda de metalcore All That Remains, Phil Labonte, criticou Tom Morello, do Rage Against the Machine, por causa do seu pedal Jim Dunlop Cry Baby Wah.

O equipamento é o mesmo usado pelo guitarrista em todos os álbuns e turnês ao longo de sua carreira. O efeito “wah-wah”, por sinal, é uma das principais características do som e da forma que Morello toca.

Acontece que o modelo específico dele do pedal, que há algum tempo vem sendo comercializado como uma linha signature pela marca por um preço de US$129.99 (cerca de R$700), conta com uma citação do primeiro líder comunista da Rússia, Vladimir Lenin. A frase diz:

Às vezes, a história precisa de um empurrão.

Em seu site, a Dunlop explica que o acabamento do equipamento é “personalizado com citações escolhidas pelo próprio Tom para destacar a batalha pela justiça à qual ele dedicou seu ofício e carreira”.

Além de Lenin, o músico também escolheu marcar o pedal com a frase “Você não precisa de uma arma quando você já nasceu uma”.

Os argumentos do vocalista do All That Remains

Mas quem não engoliu a história foi justamente Phil Labonte, que postou uma foto do pedal em seu Twitter e fez uma série de críticas a Tom Morello pela escolha do homenageado.

Ele chegou a ligar o guitarrista à exploração de trabalho, sugerindo que ele seja hipócrita e esteja se contradizendo ao defender o comunismo enquanto faz isso:

Quero saber quanto dinheiro Morello ganha com a expropriação capitalista de trabalhadores em países do 3º mundo que fabricam este pedal.

O vocalista do All That Remains ainda resgatou um momento histórico para embasar seus argumentos. Ele postou uma lembrança do assassinato da família Romanov pelos bolcheviques, que completou 104 anos nesta semana.

Phil Labonte disse que “a morte dessa família foi um dos empurrões”, se referindo à frase de Lenin. Ele ainda arrematou dizendo que “os comunistas são ontologicamente maus”.

Veja a sequência de posts no fim desta matéria (via Loudwire).

Tom Morello já abordou polêmicas sobre posição política

Enquanto isso, o Rage Against The Machine está rodando os Estados Unidos com sua turnê de reunião. Os shows, como era de se esperar, são repletos de mensagens políticas, e isso tem gerado confusão nas redes sociais.

Vale lembrar que Tom Morello já se manifestou sobre o assunto, dizendo que quem se ofende com seus posicionamentos no Twitter ou Instagram “não foi inteligente o suficiente para entender as músicas que escutou todos esses anos”.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!