Roger Waters, Ellen Jabour e Zack de la Rocha, do Rage Against the Machine
Fotos: Diego Castanho, Reprodução/Twitter e Wikimedia Commons

A apresentadora Ellen Jabour se tornou um dos assuntos mais comentados do Brasil nesta segunda-feira (18) por falas direcionadas a Roger Waters e Rage Against the Machine.

Em resposta a uma publicação que ressaltava o choque de alguns fãs com o tom político da banda de Tom Morello em seu retorno aos palcos, ela escreveu:

Não gosto de shows que falam sobre política. Transformam um momento que era pra ser de unificação, em segregação. O clima fica péssimo pois as pessoas pensam diferente umas das outras e começam a se estranhar, e até mesmo a se agredir! Vivi isso no show do Roger Waters e foi uó.

Questionada por diversos de seus seguidores, que apontaram justamente para as letras sempre provocativas tanto do RATM quanto do Pink Floyd e de Roger Waters, Ellen tentou esclarecer seu posicionamento:

Gente, vocês não entenderam! Não estava me referindo [às] letras de música sobre política mas [a] quando a banda ou músico resolve fazer do show um momento de propaganda política. O Roger Waters por exemplo veio falar sobre a nossa política (Brasil) no show dele e criou o maior climão…

No entanto, tudo que este segundo comentário fez foi solidificar a revolta da rede social com o posicionamento da apresentadora. A jornalista Cynara Menezes, por exemplo, apontou:

Todo mundo entendeu que você não entende nada de Rock, muito menos de Roger Waters, e só pagou mico.

Enquanto isso, outro usuário da plataforma destacou a imagem do show de Waters em que ele lista os “neofascistas em ascensão”, incluindo o atual presidente Jair Bolsonaro no Brasil, dizendo que “isso não é propaganda política, isso é denúncia”. Em resposta, outro internauta ironizou, apontando a possível posição política de Ellen:

Se tirasse a [linha que fala de Bolsonaro] da tabela, para ela estaria top!

Você pode conferir as publicações mencionadas acima ao final da matéria.

Ellen Jabour, Roger Waters, Rage Against the Machine e política no Rock

O tema de política no Rock é bastante recorrente e, claro, os nomes citados nessa matéria são alguns dos principais representantes nesse assunto.

Mostrando que está cada vez mais sem paciência para lidar com o público que reclama do teor de seu show, o ex-músico do Pink Floyd até resolveu começar a exibir uma mensagem mandando essas pessoas “cairem fora” de suas apresentações antes mesmo que ela se inicie.

Em sua turnê mais recente, que se iniciou há poucos dias, Waters tem abordado temas como aborto, transfobia e violência policial. Saiba mais por aqui.

Já o RATM virou meme ao redor do mundo após ter sido acusado de “lacração” por abordar temas parecidos, em especial com foco no aborto por conta da decisão que retirou o direito federal ao procedimento das cidadãs dos EUA.

LEIA TAMBÉM: 10 máquinas contra as quais algumas pessoas acharam que o Rage Against the Machine estava lutando

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!