O pedal de guitarra Origami
 

Para quem não toca guitarra é comum o desconhecimento no quesito pedais! Sim, há pessoas que não pensam (até porque nunca precisaram pensar) em como, de um único instrumento, tantas sonoridades diferentes são possíveis.

Bem, vamos lá para uma rápida explicação do que é um pedal de guitarra. Para entender, vamos pensar no caminho que o som faz. O som das cordas vibrando no instrumento é captado pelos captadores da guitarra e esse sinal é “transportado” por um cabo até o amplificador que vai amplificar o sinal e mandar para um alto falante de onde o lindo som dos acordes pode ser lançado ao ar.

Os pedais entram bem no meio desse “caminho”, entre a guitarra e o amplificador. São pequenas latinhas com circuitos que adicionam diferentes “sabores” ao som do instrumento. Basta ouvir as guitarras do Hendrix e perceber que em alguns momentos elas soam mais limpas e cristalinas e em outros ela soa suja, furiosa e forte.

Os pedais de guitarra são um item indispensável nos sets de 9.9 em cada 10 guitarristas e são realmente equipamentos com alto hype. Aqui no Brasil temos marcas ótimas e que já estão ficando famosas inclusive em outros países por sua qualidade.

Hoje, vamos falar de um pedal que acaba de ser relançado, o Origami, pedal da empresa Alien, que também fabrica amplificadores valvulados à mão.

O Origami é um pedal de Overdrive (um tipo de distorção) que pode ir de bem leve até um limite médio de potência e ganho. Não dá para tocar Roots do Sepultura, mas rola tranquilo um AC/DC, Hard Rock e Rock Alternativo.

Já usado por muito guitarristas que querem além de um pedal de qualidade, um equipamento construído com componentes bons e duráveis, o Origami agora está em tamanho reduzido e cabe nos boards (aquelas maletas onde os guitarristas levam os pedais) facilmente.

Clique abaixo e confira um review que mostra bem o som que o Origami proporciona: