Lemmy Kilmister em 2015 (Motörhead, Ace of Spades)
Foto via Shutterstock
 

Já se passaram mais de 5 anos desde que perdemos Lemmy Kilmister e a saudade do lendário músico do Motörhead ainda é muito grande.

É claro que quem mais sente falta do vocalista e baixista são as pessoas mais próximas, inclusive o baterista Mikkey Dee, colega de banda de Kilmister que falou recentemente no podcast Waste Some Time with Jason Green (via NME).

Mikkey relembrou os últimos shows da banda em Dezembro de 2015 — Lemmy faleceu no dia 28 daquele mês — e como o músico tinha planos de retornar aos palcos assim que possível, mesmo já tendo sido diagnosticado com o câncer de próstata que lhe tirou a vida:

Nós fizemos o último show em 11 de Dezembro em Berlim, e ele faleceu só duas semanas depois. E isso te diz que o cara morreu sem abrir mão de nada. Tanto eu quanto o Phil [Campbell, guitarrista do Motörhead] estávamos tentando falar pra ele não começar a segunda parte da turnê europeia depois do Natal. Mas não tinha absolutamente nenhum jeito de fazermos isso.

[Falei para Campbell] ‘Não vamos forçá-lo de um jeito ou de outro. Vamos deixar ele decidir o que ele quer fazer. Ele sabe melhor o que quer fazer.’ E ele queria estar no palco.

Em seguida, Dee comentou que o trio chegou a conversar sobre como seria o setlist dessa segunda parte da turnê logo depois de finalizar a apresentação em Berlim e ainda citou uma promessa feita por Lemmy:

Eu disse, ‘Vamos nos encontrar depois do Natal.’ Porque era o dia 11 de Dezembro na época, e eu imaginei que iríamos nos falar entre o Natal e o Ano Novo e decidir quais duas músicas nós iríamos concordar em tocar na próxima parte da turnê.

E foi isso. Ele não tinha nenhuma intenção de não voltar à Europa e fazer turnê. Então nós fizemos uma promessa de dedinho, como sempre fazíamos, e foi a última vez que eu o vi, na verdade. Triste demais.

É, definitivamente é uma lenda que faz falta demais! Você pode conferir o papo completo com Mikkey pelo vídeo abaixo.

 
Compartilhar