Esmé Bianco e Marilyn Manson
Fotos via Wikimedia Commons
 

Após ter sido revelado na última sexta-feira (30) que a atriz Esmé Bianco processou Marilyn Manson por estupro e tráfico humano, o artista declarou através de seu advogado Howard E. King que as acusações são “comprovadamente falsas”.

Em uma declaração à Associated Press (via Loudwire), o advogado do cantor respondeu o processo de Bianco afirmando que a atriz só continuou com a ação judicial pois Manson se recusou a ceder às suas demandas financeiras.

Essas alegações são comprovadamente falsas. Para ser claro, este processo só foi aberto depois que meu cliente se recusou a ser extorquido pela Sra. Bianco e seu advogado e ceder às suas exigências financeiras ultrajantes baseadas em condutas que simplesmente nunca ocorreram. Contestaremos vigorosamente essas alegações no tribunal e estamos confiantes de que prevaleceremos.

Como falamos anteriormente por aqui, o documento legal cita que Brian Warner, nome de batismo do cantor, cita “drogas, força e ameaças físicas para coagir sexualmente a Srta. Bianca em diversas ocasiões”.

Além disso, ele teria cometido atos sexuais com Esmé enquanto ela estava inconsciente e incapaz de consentir a relação.

Acusações contra Marilyn Manson

Em Fevereiro deste ano Esmé, que ficou conhecida pelo papel de Ros em Game of Thrones, relatou que sofreu manipulações psicológicas e ameaças físicas com um machado e cortes feitos com uma faca pelo cantor.

Bianco foi uma das várias mulheres que relataram ter sido vítimas de abuso causado por Manson após a atriz Evan Rachel Wood falar abertamente sobre sua relação com o músico e declarar que passou por uma “lavagem cerebral” e foi “manipulada para ser submissa”.

Depois que algumas mulheres se pronunciaram sobre as atitudes de Marilyn, o artista negou as acusações e afirmou que seus relacionamentos íntimos sempre foram “inteiramente consensuais” mas foi dispensado por sua gravadora e perdeu seu empresário após 25 anos de parceria.

 
 
Compartilhar