Músico e Guitarra
Foto via Wikimedia Commons
   

Mostrando mais uma vez a sua preocupação com a cultura, o governo do Canadá tomou uma decisão que promete ajudar (e muito) a indústria da música do país.

Como conta a Billboard, uma nova reunião de orçamento decidiu que é possível injetar cerca de US$56 milhões — mais de R$300 milhões — em uma tentativa de recuperar o pleno funcionamento da área cultural do país. Desse total, cerca de US$50 milhões vão diretamente à indústria de shows, definitivamente a mais afetada pela pandemia.

A ajuda é considerada urgente e deve ajudar a mitigar as consequências da crise mundial, uma vez que os negócios de música no país perderam cerca de 92% de suas receitas no último ano. O governo diz que esse valor vai “finalizar a luta contra a COVID”, que está bem avançada no país norte-americano, um dos que mais respeitou as normas da OMS e que mais investiu em medidas contra a doença.

Isso inclui uma terceira onda de lockdown que acontece por agora e está prevista no documento que oficializa a ajuda. Segundo o governo, esse incentivo financeiro servirá para “dar o apoio [aos negócios] para passarem por esses últimos lockdowns e voltarem com tudo quando a economia se reabrir completamente”.

O otimismo é grande e um dos entrevistados pelo portal internacional, o presidente de uma empresa de promoção de shows e sócio de duas casas de shows Jeff Cohen, disse que a ajuda do governo será fundamental para que a indústria de shows do Canadá “ressurja [da pandemia] economicamente e institucionalmente mais forte do que nunca”.

Que inveja, hein?

 
 
Compartilhar