Marina Mathey
Crédito: divulgação
 

Através do Edital Aldir Blanc, a cantora, atriz e ativista LGBTQI+ paulista Marina Mathey fará seis apresentações online e gratuitas do show TRAVA em espaços culturais de São Paulo.

As transmissões serão realizadas pelo YouTube e a primeira acontece agora no dia 20 de Março, às 20h, no canal do movimento sociocultural Coletividade MARSHA!, parceiro da artista junto com a Casa Chama.

As informações sobre os próximos shows ainda não foram divulgadas e serão liberadas no Instagram de Marina.

“O show ‘TRAVA’ nasce como uma tentativa de direito de resposta. Uma mulher, uma travesti que após processos constantes de destruição, opressão e mudez, assume o seu espaço de voz. Ele vem para liberar a TRAVA, desfazer os nós e dançar com a morte para se reconhecer viva,” comenta a artista, que prepara seu álbum de estreia, Boneca Pau-Brasil.

No repertório das apresentações virtuais, estarão canções de Chico Buarque, Rômulo Fróes, Batatinha, Consuelo Velázquez, Letícia Bassit, entre outros, com o intuito de “redimensionar os discursos a partir de um corpo político, que diz, canta e grita suas mazelas e prazeres”.

No audiovisual, Marina já participou das séries 3% (Netflix), Unidade Básica (Universal) e Todxs Nós (HBO). Na música, ela havia liberado anteriormente os singles “XV” e “Monstro”.

A turnê TRAVA teve início em 2018 e passou por cidades como São Paulo, Porto Seguro e Ilha de Boipeba. Atualmente, a cantora, em parceria com Susy Shock (AR), Eme (PE) e Delfina Martinez (UY), trabalha no show El Beso de Cotita, a convite da Outburst Américas.