BRAZA
Crédito: divulgação
 

A banda carioca BRAZA, através da gravadora Deck, lançou nas plataformas digitais o clipe feito para a música “Cartas do Tarô”.

Por causa da pandemia da Covid-19, cada integrante gravou sua participação separadamente, direto de casa.

O vídeo, dirigido por Leo Praça, ainda conta com a atuação da atriz e oraculista Ynara Marson, que joga as cartas de tarô. Além deles, as imagens mostram a coreografia dos dançarinos Karoline Pereira e Jonas Souza.

“A gente forjou o clipe de ‘Cartas do Tarô’ no forno do improviso e da busca de soluções. Com as restrições da pandemia, gravamos separadamente as cenas da banda, da dançarina e do dançarino, e da oraculista. Na banda, por exemplo, cada integrante gravou em sua casa, criando soluções para a captação do vídeo e da iluminação. Muitas cenas foram gravadas diretamente com celulares,” explica o tecladista Vitor Isensee.

“Em seguida, enviamos esse material para o diretor e editor Leo Praça, que montou o vídeo utilizando seu talento para efeitos gráficos, cortes e transições. Para nós, é um clipe que representa bem a atmosfera dançante e suave da música,” completa ele, que também segue carreira solo no projeto IZENZÊÊ.

O clipe abre caminho para a chegada do próximo álbum do BRAZA, ainda sem previsão de lançamento.

Carreira

Formado por ex-membros do saudoso Forfun, o BRAZA surgiu em 2016 com seu disco autointitulado e sua formação é completada por Danilo Cutrim (guitarra e vocal), Nícolas Christ (bateria) e Pedro Lobo (baixo e vocal).

Este último é o único que não integrava o grupo anterior e foi convidado para se juntar ao trio.

Com participações em grandes festivais, como Rock in Rio, Lollapalooza, Planeta Atlântida, Do Sol e Porão do Rock, a banda carrega um conceito artístico baseado na dança, cultura brasileira, ritmos ancestrais e mensagens positivas.

Eles misturam em sua sonoridade elementos do pop com o reggae, rap, funk, rock e ritmos regionais, com um toque da tropicália e do manguebeat. O BRAZA também tem no currículo o disco Tijolo por Tijolo (2017) e o EP Liquidificador (2018).

 
 
Compartilhar