Gal Costa celebra 75 anos com série de duetos; ouça parceria com Tim Bernardes
Foto: Reprodução / Facebook
 

Em 2019, Gal Costa completou 75 anos de idade e para celebrar a data vem lançando desde então uma série de duetos incríveis.

O projeto que leva o título provisório de Gal 75 já tem parcerias divulgadas com Rodrigo Amarante, Zeca Veloso, Seu Jorge, Zé Ibarra, Rubel Jorge Drexler. Agora, saíram duetos com Criolo e Tim Bernardes.

Criolo divide com Gal os vocais de “Paula e Bebeto”, lançada originalmente no álbum Água Viva (1978), primeira parceria de Milton Nascimento com Caetano Veloso.

Já com Tim, a cantora fez uma nova versão do clássico “Baby”, lançado no álbum Tropicália ou Panis et Circencis (1968). A relação de Gal com a obra do músico, compositor, produtor musical e multi-instrumentista paulistano vem do álbum A Pele do Futuro (2018), no qual a cantora incluiu a faixa “Realmente Lindo”, primeira canção do artista gravada por ela.

O cantor explica que é fã de Gal Costa desde sua adolescência, quando descobriu a Tropicália, então participar dessa parceria gravando um clássico da cantora tem um significado especial.

A classe e clareza no jeito que ela canta, os contrastes, o berro e o sussurro. A emoção e a energia, uma riqueza, uma exuberância… aquela síntese de tantas coisas que eu identificava no som tropicalista parece que tinham uma super-síntese, uma pérola, na voz da Gal. Você ouve um segundo ela cantando e já bate tudo, no coração, na cabeça, no corpo, na energia, tudo. E a gravação original de Baby é pra mim um retrato mágico desse sentimento todo. Eu fico arrepiado, emocionado. Tem anos que eu ouço essa gravação e ela é cada vez mais gigante. Então, gravando “Baby” juntos eu bati no fundo da terra, na lua e voltei. É uma loucura. Uma alegria e honra que não dá pra explicar. I love you, baiana.

O projeto ganha em Fevereiro edições no formato físico, LP e CD, pela gravadora Biscoito Fino.