Matuê fala sobre créditos de produtores em live
Foto: Reprodução / Instagram
 

Em Setembro, Matuê lançou seu primeiro disco, Máquina do Tempo.

O trabalho que explorou ainda mais o Trap e incorporou novas influências foi muito bem recebido pelo público, porém um detalhe chamou atenção de seus fãs.

Algumas pessoas notaram que o artista não tinha incluído os créditos de produtores na divulgação de faixas do álbum e em vídeos no YouTube e artes do singles, segundo o portal Rap Mais.

Em uma live do Instagram feita pelo artista, fãs o questionaram sobre o assunto e Matuê afirmou que não dá os créditos pois os envolvidos “são muito bem pagos”.

Resposta de Matuê

A resposta do rapper recebeu algumas criticas e acabou viralizando nas redes sociais. Através de uma nova live, ele explicou melhor o seu posicionamento e informou que os créditos de seus trabalhos são colocados de maneira correta:

Se for buscar no Spotify, ver a tag dos créditos, vai ver que tem lá o nome do cara que produziu, se pegar o meu vinil vai ver também a lista técnica da rapazeada que tava envolvida no projeto.

Agora, você achar que isso tem alguma coisa a ver com ficar marcando ou promovendo o trabalho dela, são duas coisas diferentes, principalmente quando você pagou por isso honestamente, se você trabalhou em acordo com outra pessoa.

Isso é uma visão que eu quero deixar para a rapazeada que está começando agora, tanto o lado do artista, quanto os dos produtores… vocês têm que saber quais são os direitos de vocês. Pra você não ser cobrado o que não pode ser cobrado, e nem cobrar os outros o que não pode cobrar. Essa era a visão que eu queria deixar.

O rapper reafirmou que “divulgação não é crédito”, e se fosse assim teria que divulgar todo mundo que tem algo relacionado com ele.

Eu ia ter que marcar toda vida o mano que faz meus dreads, minha corrente, a marca que fez a minha camisa, a da cadeira, o mano que montou o estúdio, e o caralho a quatro. Uma coisa não é igual a outra, são coisas diferentes.

Matuê encerrou o assunto compartilhando que está com a consciência tranquila e que com essa conversa ele busca educar, levar a “visão” para os novos artistas, sejam eles da mesma produtora dele ou não.

O cantor ainda disse que com “a cena por um todo, se profissionalizando”, ele acaba ganhando com isso, seja aumentando a “barra” de quanto ele e a cena pode receber por um show, ou para negociar com uma gravadora, e do quanto uma carreira pode ser próspera.

Confira abaixo o comentário completo de Matuê.

 
Compartilhar