Beyoncé Homecoming Netflix
Reprodução/Netflix
 

Um protesto a favor de Donald Trump na Filadélfia foi invadido de uma forma bem divertida, para dizer o mínimo. E, por incrível que pareça, Beyoncé está no meio — calma que já explico.

Nesta quinta-feira (5), eleitores do candidato Joe Biden na cidade da Pensilvânia foram ao local onde os votos estão sendo contados para pedir que este processo não seja interrompido, como Trump tem tentado forçar para evitar uma possível derrota.

Acontece que apoiadores do atual presidente também estava por lá em um protesto menor, que contava com Corey Lewandowski e Pam Bondi, oficiais de campanha do laranjão. Enquanto a dupla falava sobre uma ordem judicial que dará uma “grande vitória” ao presidente (spoiler: é mentira), o lado oposto usou caixas de som para invadir o discurso.

Usando “Party”, música de Beyoncé com André 3000, o organizador do Partido das Famílias Trabalhistas da Pensilvânia, Nicolas O’Rourke, fez o maior barulho e ficou impossível ouvir o protesto a favor de Trump. Ao BuzzFeed News, O’Rourke disse:

[Viemos amplificar] as vozes das pessoas que não são ouvidas, através de nossos cantos, através de nossa música, através de nossa alegria. Estamos aqui porque ouvimos que há pessoas vindo para invalidar os votos que estão sendo contados.

Além de Beyoncé, outros artistas na playlist são Kendrick Lamar e Childish Gambino, e Nicolas continuou:

Isso é o que alimenta nosso fogo, e é por isso que tocamos. Há mensagens na música. Queremos tocá-las. Estamos lutando pela liberdade e, portanto, espero que essa mensagem seja transmitida. Não vamos perder. Vamos nos comprometer a garantir que todos os votos sejam contados.

Assista ao vídeo abaixo: