Volta de shows na pandemia
Foto Stock via Shutterstock
 

Um novo estudo de cientistas da Alemanha trouxe conclusões interessantes sobre a possibilidade de realizar shows na pandemia, e seus resultados podem agradar bastante a indústria da música.

Como conta o Digital Music News, profissionais do Centro Médico Universitário de Halle recrutaram voluntários entre 18 e 50 anos de idade para um show que aconteceu na cidade de Leipzig, em 22 de Agosto, comandado pelo cantor alemão Tim Bendzko.

Foram cerca de 1500 participantes que se colocaram na Arena Leipzig, um local fechado, e passaram por três simulações distintas de experiências de show. Todos haviam realizado testes de COVID-19 antes das apresentações, e receberam aparatos como máscaras FFP2, rastreadores de contato e álcool gel em ampla quantidade.

As três experiências diferentes começaram com uma em que não houve distanciamento social, basicamente como se a pandemia não existisse. Depois, o distanciamento foi feito pela própria plateia, que continuou vendo os shows de pé mas respeitando as orientações de saúde. Por fim, os participantes foram levados por um veículo especial a seus assentos e assistiram ao show de lá, sendo “devolvidos” pelo mesmo veículo depois.

Resultados do estudo na Alemanha

Em suas conclusões, os pesquisadores encontraram que a questão mais importante foi a ventilação: segundo o estudo, o fluxo de ar adequado pode ser visto como “fator crucial” capaz de “reduzir significantemente o risco de infecção”.

Outra descoberta interessante é que, através dos rastreadores de contato, foi possível entender que a maioria das contaminações não ocorreu durante as performances, mas sim na entrada e durante os intervalos entre shows. Esses momentos, segundo os cientistas, devem ser o foco principal de quem for organizar um show.

Por fim, o uso de máscaras também foi aprovado pela maioria — 90% dos participantes disseram “não achar ruim” assistir ao show com o equipamento de proteção, se dispondo a fazê-lo para que as apresentações possam voltar a acontecer.

Shows na pandemia

Aqui no Brasil, já temos alguns eventos acontecendo e o debate em torno da realização destes é bem grande. No Pará, por exemplo, um show bancado pela prefeitura de uma cidade aconteceu em praça pública e viu aglomerações sem uso de máscaras.

O grande receio continua sendo, de fato, a realização das apresentações em locais fechados. O estudo é esclarecedor em diversos aspectos, mas vale lembrar que a realização desses eventos ainda depende fortemente das condições ideais e, claro, da colaboração do público — o que, infelizmente, tem sido difícil muitas vezes.

Você pode ver a pesquisa na íntegra (em alemão) por este link.

 
Compartilhar