Iggor Cavalera no projeto Metal vs. Racismo
Reprodução/Twitter
 

Com a crescente tensão política no mundo, ícones do Heavy Metal como o baterista Iggor Cavalera (ex-Sepultura, Cavalera Conspiracy) resolveram se pronunciar contra o racismo.

O vídeo postado no Twitter da gravadora Tankcrimes começa com Luca Indrio (Necrot) explicando como surgiu a ideia de que representantes da música pesada se posicionassem contra o racismo e os atos de abuso policial como o que tirou a vida de George Floyd brutalmente nos EUA:

Bem-vindos ao Metal vs. Racismo. Os músicos do Metal estão cansados de ver os músicos do Metal associados ao racismo que pode acontecer e estamos cansados pra caralho disso. Nós, a comunidade do Metal, vamos lhe mostrar que essa merda não nos representa. [dá dedo para a câmera] Pau no cu do racismo!

Depois de Luca, diversos outros ícones do gênero aparecem, como o mestre dos riffs Matt Pike (Sleep, High on Fire) que mostra seu talento antes de gritar que o racismo é uma merda. A mensagem de Iggor também é bem sucinta e clara:

Olá, eu sou o Iggor Cavalera, eu sou um Latino e pau no cu do racismo.

Outros nomes que estão neste que é classificado como o primeiro episódio de uma possível série são envolvidos com bandas como Gatecreeper, Exhumed, Integrity, Blood Incantation Chthonic Deity.

Você pode assistir pelo Tweet abaixo!

Iggor Cavalera no Metal vs. Racismo