Dan Reynolds (Imagine Dragons) e Eminem
Foto: Wikimedia Commons

O novo disco de Eminem está dando o que falar, mas não exatamente pelo melhor motivo.

Acontece que aparantemente o rapper se esqueceu que está em 2018 (ou não está nem aí para ninguém) e usou uma gíria homofóbica para xingar Tyler, The Creator na música “Fall”, décima faixa de Kamikaze. Quem também se pronunciou sobre isso foi Dan Reynolds, vocalista do Imagine Dragons.

O frontman, que é ativista da causa LGBT há anos, foi ao Twitter criticar Eminem pelo uso da palavra faggot (algo como “viado”, em português):

Nunca é bom dizer uma palavra cheia de ódio. Eu não me importo em que ano você nasceu ou que significado tem para você. Se isso contribui para o ódio e o fanatismo, então é odioso. Ponto final. Nunca há um bom momento para dizer a palavra fa**ot. Eu não me importo com quem você é.

É repugnante ouvir que isso é ser ‘excessivamente sensível’ ou ‘millennial’. Crianças LGBTQ estão tirando suas vidas depois de serem vítimas de insultos homofóbicos. Não é ‘sensível’ tomar uma posição contra uma palavra que foi usada para espalhar o ódio por anos.

Eu vivi o suficiente da minha vida ficando em silêncio sobre essas questões por causa do medo ou falta de educação. Eu não vivo mais com medo. Eu ainda tenho muito a aprender. Mas não. Eu não serei uma voz silenciosa com esta plataforma que me foi dada.

Quem também falou um monte sobre a faixa foi Justin Vernon (Bon Iver), que inclusive emprestou seus vocais para ela. Como te contamos por aqui, o músico não gravou sua parte junto de Eminem, e ficou decepcionado com o resultado final.

LEIA TAMBÉM: Lista mostra rappers criticados por Eminem em novo disco, “Kamikaze”

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!