Lars Ulrich, do Metallica, em San Francisco
Foto via Shutterstock
   

Foto de Lars Ulrich via Shutterstock

Em uma animada entrevista para a EW, o baterista Lars Ulrich, do Metallica, fez várias brincadeiras.

Ao ser perguntado sobre o que pensa quando está fazendo um solo de bateria, o músico comentou:

Eu deveria ter feito aulas. Eu espero que o cara do som tenha deixado o volume tão alto que ele disfarce minha incapacidade. Todo grande baterista está se revirando no túmulo. Já que sou eu que monto o setlist, lembrete: não coloque ‘One’ no setlist de amanhã.

Já sobre o polêmico álbum St. Anger, a conversa foi ainda melhor:

Entrevistador: Vocês são a única banda Americana que teve cinco discos consecutivos estreando em primeiro lugar na Billboard 200. O que você faria para se certificar de que esse novo disco também fosse número 1? Você estaria disposto a, digamos, devolver o Grammy que vocês ganharam por St. Anger?

Lars Ulrich: [Pausa] Nós ganhamos um Grammy por St. Anger?

Entrevistador: Na real, sim.

Lars Ulrich: Ganhar um Grammy pelo St. Anger soa errado.

Entrevistador: Sim.

Lars Ulrich: Já que nós temos mais Grammys que álbuns número 1, pelo simples motivo de balancear esse número, sim, eu devolveria o Grammy do St. Anger, para deixar esses números mais próximos.

Por último, o músico comentou sobre seu insulto favorito sobre o St. Anger.

Existiram tantos que eu não consigo lembrar, mas o que eu geralmente digo que está entre os melhores é que eu tinha esquecido de tirar a caixa da bateria da embalagem de papelão em que ela veio.