Em 2014, noticiamos aqui o começo de uma série de polêmicas de Scott Stapp (Creed) durante um surto psicótico, que foi resultado do uso pesado de drogas e de sua bipolaridade. Eventualmente, o vocalista se recuperou do vício, e agora abriu o jogo sobre essa fase de sua vida em uma entrevista para a Loudwire.

Durante a conversa, que você assiste ao fim da matéria, o frontman do Creed revelou que foi diagnosticado com a doença em 2014 enquanto estava em turnê da carreira solo, porém não interrompeu o uso de drogas e consumo de álcool, o que resultou em alucinações e surtos. No mesmo ano, o cantor gravou vídeos onde acusava gravadoras de estarem lhe devendo milhões de dólares, além de acusar sua família de pertencer ao grupo terrorista do Estado Islâmico e ameaçar o presidente Obama de morte.

Eu estava em um universo paralelo, cara. Eu pensava que era o Jason Bourne… Foi assustador e era tão real para mim. Eu realmente pensei que agências governamentais estavam me seguindo e tentando fazer experimentos em mim, e que pessoas estavam infiltradas em meu celular e computador. Foi assustador. […] É incrível como o nosso cérebro pode funcionar fora de equilíbrio e como ele pode nos fazer enxergar o mundo.

Sobre sua reabilitação e volta aos palcos, Scott disse:

Eu não sabia se faria uma turnê novamente ou se faria música novamente. Então, estar fazendo shows ótimos agora para fãs incríveis só me enche de apreço e gratidão.

Scott Stapp afirma estar livre do vício e ter recuperado seu casamento e relacionamento com os filhos. O cara ainda revelou que pretende lançar um álbum solo em 2017, que contará com participações especiais de músicos conhecidos. O Creed, banda que o fez famoso, está em hiato desde 2012.

Fonte: Loudwire

Ouça o novo álbum do Melim!  
 
Compartilhar