Segredo do disco perdido

Daniel é um menino que embarca em uma viagem sozinho, a primeira de sua vida, em direção à casa dos avós no interior de Minas Gerais. O que parece o começo simples de uma história, acaba virando uma jornada deliciosa inspirada em um dos movimentos mais brilhantes da música brasileira dos anos 70: o Clube da Esquina“O segredo do disco perdido”,  criado a quatro mãos por Caio TozziPedro Ferrarini, traz o clima do disco homônimo da banda para se tornar uma ótima peça para educação musical.

Mirando no público infantojuvenil, o livro levanta bandeiras presentes na obra de Milton Nascimento e Lô Borges: amizade e coragem. A aventura gira em torno do desaparecimento de uma cópia autografada por Lô Borges do “Clube da Esquina” que pertence ao avô de Daniel. Durante a busca por esse disco, o livro passa por personagens cativantes que são recriações em personagens de temas do álbum e da carreira dos artistas do Clube da Esquina.

Com um clima gostoso de férias, o livro é leve e a leitura é fácil. Mas o que mais me impressionou foi a oportunidade que essa obra abre para começar uma educação musical das crianças. Por mais que tenha uma pegada pop, o Clube da Esquina é um álbum longo e complexo pra geração atual. Esse livro pode ser um atrativo a mais para conhecer o disco.

Essa sensibilidade e cuidado dos criadores já foi vista por aqui com o documentário “A vida não basta”, que reunia depoimentos sobre criação e arte de criadores como o escritor Milton Hatoum, o estilista Ronaldo Fraga e os quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá. Só pela paixão que essa dupla coloca nesses projetos, já é motivo para ir atrás do que eles fazem.

“O segredo do livro perdido” saiu pela Panda Books e pode ser comprado no site da editora. Ótima pedida pro dia das crianças!