Tyler, the Creator com Grammy
Reprodução
 

Tyler, the Creator foi premiado na noite do último domingo (26) com um Grammy na categoria Melhor Álbum de Rap por IGOR.

Apesar de feliz pelo reconhecimento, ele aproveitou para falar sobre toda a situação de transparência na premiação. Envolta em polêmicas, os critérios da Academia têm sido muito questionados e Tyler se mostrou “dividido” nesse aspecto (via Variety):

Por um lado eu estou muito grato que o que eu fiz pode ser reconhecido em um mundo como esse… mas é péssimo que sempre que nós, e eu quero dizer caras que se parecem comigo, fazemos alguma coisa que transcende gêneros ou coisa assim, eles sempre colocam em alguma categoria urbana ou de rap.

Aliás, o artista que se apresentou na cerimônia aproveitou para criticar a tal categoria “urbana”. E não poupou palavras:

Eu não gosto dessa palavra ‘urbana’. Pra mim, é só uma forma politicamente correta de dizer a palavra com ‘n’ [em referência a ‘nigga’, termo em inglês racista quando usado por não-negros]. Então quando eu ouço isso, eu fico tipo, por que a gente não pode ser indicado pra categoria pop? Então eu fico tipo — metade de mim acha que a nomeação de rap é um elogio ambíguo.

Abaixo, você pode ver o vídeo em que ele fala sobre isso e muitos outros assuntos.

Tyler, the Creator e Kobe Bryant

Além disso, Tyler foi questionado sobre a morte de Kobe Bryant. Nativo da Califórnia, o artista fez questão de mencionar o fato da cerimônia ter ocorrido no Staples Center, casa do Los Angeles Lakers, e ainda citou Nipsey Hussle:

Cara, essa notícia foi pesada, especialmente estando aqui em L.A. no Staples Center e em um período de tempo tão curto entre ele e o Nipsey. Se você é de Los Angeles e dependendo de qual setor você está, essa merda é muito, muito pesada.