Foto: Reprodução/YouTube
 

Essa é pro “bando de Emo Safado”: o documentário Nem Tudo Que Acaba Tem Final: O relato do Emocore no Brasil finalmente está na íntegra no YouTube.

Em referência à canção “Não é Normal”, do NX Zero, no seu título, o doc traz o intenso percurso que o emo trilhou no âmbito nacional. Com produção de Igor Néder Lopes, traz uma narrativa do movimento Emo não só como o gênero musical em si, mas também uma vertente contraditória que teve características marcantes, como o estilo de se vestir e o que era abordado nas letras.

Em um conteúdo objetivo e didático, principalmente para aqueles que não acompanharam ou não conhecem o movimento Emo, o filme traz os pontos de vista em relação à distorção do seu verdadeiro conceito, a catarse do mesmo no país inteiro, entre outros.

A História do Emo no Brasil

Além disso, é também uma forma de buscar o saudosismo para quem esteve presente de perto e cultivando em registro as grandes memórias desse movimento que marcou várias gerações. Um exemplo bem nítido disso é o quanto enfatizam a relevância do Hangar 110, casa de show em São Paulo que foi fundamental para a cena underground por 18 anos e encerrou suas atividades há pouco menos de dois anos.

O filme também conta com nomes emblemáticos da cena no Brasil, como Lucas Silveira (Fresno), Koala (Hateen) e Nenê Altro (Dance of Days), além de radialistas, produtores e outros. O melhor é que ainda conta com a participação da fofíssima Sky Jonz, filha de Lucas Silveira com a skatista Karen Jonz.

Pois é, Gabi, só quem viveu sabe! E se você quer relembrar ou conhecer, confira abaixo na íntegra:

     
 
Compartilhar