Foto: Divulgação
 

Duff McKagan, lendário baixista do Guns N’ Roses, está de volta à carreira solo.

Após voltar à formação da banda que o consagrou juntamente de Slash, relembrando os seus grandes anos, ele lança em 2019 seu mais novo álbum, Tenderness.

Esse já é o terceiro trabalho solo do artista, sendo apenas o segundo a ser lançado oficialmente, visto que Beatiful Disease gravado em 1999, foi engavetado pela gravadora. Seu primeiro álbum, Believe in Me (1993), teve participações de nomes como Slash, Jeff Beck, Sebastian Bach e Lenny Kravitz.

Mas diferente de qualquer outro trabalho seu, Tenderness conta com diversos diferenciais que o tornam único em dentro da discografia de McKagan.

Duff McKagan – Tenderness

Na contramão de sua carreira, sempre voltada ao hard rock, o novo álbum de Duff tem uma pegada bem mais country, contando inclusive com a produção do vencedor do Grammy, Shooter Jennings, filho de Waylon Jennings (The Highwaymen).

Baseado na ideia de retratar as reflexões do artista sobre suas experiências ao redor do mundo, especialmente durante a turnê Not In This Lifetime (Guns N’ Roses), Tenderness reflete toda emoção, mágoa, raiva e medo que o músico canalizou sobre a atual situação mundial e busca tentar solucionar isso através de um sentimento: Ternura.

Podcast TMDQA! #41 – Projetos paralelos, supergrupos e a grande obra de Duff McKagan

E foi justamente o novo álbum do baixista do Guns que inspirou o último Podcast TMDQA! que fala sobre projetos paralelos e supergrupos montados por grandes artistas de bandas já consagradas.

Esse episódio é também o primeiro Podcast TMDQA! gravado ao vivo e presencialmente pela nossa equipe. Você pode ouvir o resultado no player acima.