Red Hot Chili Peppers no Hollywood Rock 1993
Foto: Reprodução/Facebook
 

O Red Hot Chili Peppers já é quase uma banda brasileira de tanto que vem ao nosso país, mas sua primeira vez por aqui foi uma das mais memoráveis.

O grupo fez sua estreia em terras tupiniquins no extinto e histórico Hollywood Rock, festival que teve sua quinta edição em 1993 e contou com grandes nomes do grunge como Nirvana, Alice in Chains e L7, além do RHCP.

A banda tocou nas duas edições, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e foi nesta segunda que algo pra lá de especial aconteceu.

O Red Hot levou músicos da escola de samba carioca Mocidade Independente ao palco para uma jam sensacional. Sem ensaiar antes, os caras se encontraram no ritmo e protagonizaram um dos momentos mais legais do festival.

Em sua biografia Scar Tissue, Anthony Kiedis explicou a escolha:

Na véspera de tocar no Rio, conseguimos uma escolta policial e entramos numa favela para ver um autêntico ensaio de escola de samba. Ficamos tão impressionados com a música e a apresentação que convidamos todo o grupo para subir ao palco e improvisar conosco na noite seguinte. E eles foram. Havia pelo menos o dobro de pessoas que estavam com ali no ensaio, todos com suas melhores fantasias.

Chad [Smith, baterista] não sabia bem o que fazer, então começou a puxar algo na bateria e eles acompanharam, sacudindo os instrumentos, cantando e dançando. Flea achou seu ritmo e entrou na brincadeira e Arik [Marshall, guitarrista] começou a tocar um funk que funcionou. Para mim foi difícil encontrar um lugar naquela combinação, até que duas sambistas vieram e começaram a dançar comigo. No final todo mundo dançou, tocou e tivemos uma jam session psicodélica e radical.

Assista ao vídeo abaixo, publicado pela página Anthony Kiedis – Brasil, e o show completo logo em seguida.

LEIA TAMBÉM: Red Hot Chili Peppers faz história no Egito; assista ao show completo

RHCP e Mocidade Independente – Hollywood Rock 1993

"Na véspera de tocar no Rio, conseguimos uma escolta policial e entramos numa favela para ver um autêntico ensaio de escola de samba. Ficamos tão impressionados com a música e a apresentação que convidamos todo o grupo para subir ao palco e improvisar conosco na noite seguinte. E eles foram. Havia pelo menos o dobro de pessoas que estavam com ali no ensaio, todos com suas melhores fantasias.Chad não sabia bem o que fazer, então começou a puxar algo na bateria e eles acompanharam, sacudindo os instrumentos, cantando e dançando. Flea achou seu ritmo e entrou na brincadeira e Arik começou a tocar um funk que funcionou. Para mim foi difícil encontrar um lugar naquela combinação, até que duas sambistas vieram e começaram a dançar comigo. No final todo mundo dançou, tocou e tivemos uma jam session psicodélica e radical."Scar Tissue, página 234.

Posted by Anthony Kiedis – Brasil on Monday, April 3, 2017