Dan Reynolds (Imagine Dragons) e Eminem
Foto: Wikimedia Commons
 

O novo disco de Eminem está dando o que falar, mas não exatamente pelo melhor motivo.

Acontece que aparantemente o rapper se esqueceu que está em 2018 (ou não está nem aí para ninguém) e usou uma gíria homofóbica para xingar Tyler, The Creator na música “Fall”, décima faixa de Kamikaze. Quem também se pronunciou sobre isso foi Dan Reynolds, vocalista do Imagine Dragons.

O frontman, que é ativista da causa LGBT há anos, foi ao Twitter criticar Eminem pelo uso da palavra faggot (algo como “viado”, em português):

Nunca é bom dizer uma palavra cheia de ódio. Eu não me importo em que ano você nasceu ou que significado tem para você. Se isso contribui para o ódio e o fanatismo, então é odioso. Ponto final. Nunca há um bom momento para dizer a palavra fa**ot. Eu não me importo com quem você é.

É repugnante ouvir que isso é ser ‘excessivamente sensível’ ou ‘millennial’. Crianças LGBTQ estão tirando suas vidas depois de serem vítimas de insultos homofóbicos. Não é ‘sensível’ tomar uma posição contra uma palavra que foi usada para espalhar o ódio por anos.

Eu vivi o suficiente da minha vida ficando em silêncio sobre essas questões por causa do medo ou falta de educação. Eu não vivo mais com medo. Eu ainda tenho muito a aprender. Mas não. Eu não serei uma voz silenciosa com esta plataforma que me foi dada.

Quem também falou um monte sobre a faixa foi Justin Vernon (Bon Iver), que inclusive emprestou seus vocais para ela. Como te contamos por aqui, o músico não gravou sua parte junto de Eminem, e ficou decepcionado com o resultado final.

LEIA TAMBÉM: Lista mostra rappers criticados por Eminem em novo disco, “Kamikaze”