Tom Petty morreu de overdose acidental de remédios, segundo laudo

O músico vinha usando medicamentos para tratar uma série de doenças ao longo dos últimos anos

Tom Petty em 2017
Foto de Tom Petty via Shutterstock
 

Um médico examinador acaba de divulgar a causa exata da morte do músico Tom Petty, que nos deixou ano passado após uma parada cardíaca.

De acordo com uma declaração da família do músico, foi descoberto que a parada cardíaca aconteceu por conta de uma overdose acidental de remédios. Petty utilizava muitos medicamentos para lidar com “várias doenças sérias como enfisema, problemas no joelho e principalmente um quadril fraturado”.

A família comentou que o problema no quadril de Petty acabou piorando ao longo de sua turnê com o The Heartbreakers durante o ano passado — ao ponto em que evoluiu para uma fratura completa. O músico foi informado do diagnóstico no dia de sua morte, e os familiares acreditam que “a dor era simplesmente insuportável e foi a causa de seu uso excessivo de remédios”.

Por fim, a declaração afirma que “como uma família, nós entendemos que esse relatório possa abrir uma nova discussão sobre a crise de opioides e sentimos que essa é uma discussão saudável e necessária”, completando:

Esperamos que esse relatório possa salvar vidas de alguma forma. Muitas pessoas que sofrem overdoses começam com um ferimento legítimo ou simplesmente não entendem a potência e natureza letal desses medicamentos.

Você pode conferir a carta na íntegra clicando aqui.

Compartilhar

Comentários