Há muito tempo o Red Hot Chili Peppers vinha trabalhando com o mega produtor Rick Rubin.

Foi assim com todos os discos da banda desde Blood Sugar Sex Magik, de 1991, mas a parceria está prestes a ser interrompida.

O grupo já vinha dando a entender que trabalharia com outro nome para seu novo álbum, e no final de semana o baixista Flea twittou (e já apagou) em sua conta pessoal uma mensagem dizendo que o responsável pelo próximo trabalho será Danger Mouse.

Nos últimos anos o produtor ficou conhecido por trabalhar nos mais recentes álbuns do The Black Keys, Brothers (2010), El Camino (2011) e Turn Blue (2014) e tem no seu currículo discos de artistas como Norah Jones, Portugal. The Man e Gorillaz.

Além disso, ele é metade da dupla Broken Bells, ao lado de James Mercer (The Shins).

flea-danger-mouse-twitter

Influência brasileira

Além do dedo do novo produtor, o próximo disco do Red Hot Chili Peppers também terá influência brasileira.

O baterista Chad Smith disse que nesse álbum, a sonoridade do percussionista Mauro Refosco, que tem excursionado com a banda e aparece em I’m With You (2011), deve ser sentida de forma muito mais aparente do que no último trabalho.

Atualmente Refosco tem excursionado com o Jota Quest pelo Brasil.

Ouça o novo disco de Caetano Veloso!