The 1975 tem show interrompido na Malásia
Reprodução/Twitter

O The 1975 corre o risco de enfrentar consequências legais depois que o vocalista Matty Healy criticou as leis anti-LGBTQIA+ da Malásia no mês passado.

Como te falamos anteriormente, durante o polêmico show da banda no Good Vibes Festival em Kuala Lumpur, o vocalista decidiu não se calar diante das leis rígidas do país que criminalizam a homossexualidade e, além de ter chamado o governo da Malásia de “bando de idiotas”, Healy beijou o baixista Ross MacDonald.

Enquanto estava apenas na sétima música do repertório, Matty informou aos fãs que precisava encerrar o show pois a banda havia “acabado de ser banida de Kuala Lumpur”. O ocorrido fez com que o governo da Malásia cancelasse não só o primeiro dos três dias do festival, como também toda a sua programação.

The 1975 pode ser processado por festival

Com o cancelamento do festival, a Future Sound Asia (FSA), responsável por organizar o Good Vibes, está se preparando para exigir uma compensação financeira do The 1975, e pode até mesmo entrar com um processo contra a banda em seu país natal, a Inglaterra.

Em um comunicado publicado pela Billboard (via CoS), a FSA declarou:

As ações da banda violaram intencionalmente o acordo que eles tinham com a FSA para sua apresentação no GVF2023. Essa violação levou ao cancelamento do festival, resultando em perdas financeiras significativas para a FSA e impactando negativamente artistas e empresas locais que dependiam do sucesso do festival – afetando a subsistência de muitos malaios.

A FSA valoriza profundamente a confiança que os fãs e as autoridades reguladoras depositaram nela ao longo dos anos. A organização permanece inabalável em seu compromisso de promover experiências vibrantes de música ao vivo na Malásia, garantindo total conformidade com as leis e regulamentos locais.

O advogado da FSA, David Matthew, compartilhou mais alguns detalhes do processo em uma declaração à Rolling Stone, informando que a banda teria de fato cometido uma quebra de contrato. Ele acrescentou:

O representante do Sr. Healy forneceu categoricamente uma garantia por escrito antes do show de que a apresentação ao vivo do Sr. Healy e do The 1975 seguiria todas as diretrizes e regulamentos locais durante sua apresentação na Malásia. Apesar disso, a garantia foi ignorada e as ações da banda claramente violaram o acordo com a Future Sound Asia. Isso levou ao cancelamento do festival que, por sua vez, causou perdas significativas para a Future Sound Asia.

Parece que a briga ainda vai longe! Relembre o momento em questão no vídeo ao final da matéria.

Matty Healy foi criticado até mesmo por comunidade LGBTQ+

Apesar da atitude afrontosa, Matty Healy chegou a ser criticado até mesmo pela comunidade LGBTQ+ malaia. Para alguns destes, o músico colocou a comunidade local em risco e foi embora, deixando os fãs para “lidar com as consequências”, incluindo o cancelamento de um dos maiores eventos de música do país.

Após o incidente, o Muse, que foi a primeira banda internacional a tocar na Malásia depois do show do The 1975, decidiu tirar uma canção do seu repertório habitual para supostamente não ter problemas no país.

A postura foi elogiada por um dos organizadores do show da banda britânica, mas Matty Healy mostrou que não tem arrependimentos e reagiu com sarcasmo à notícia da mudança de setlist. Saiba mais detalhes aqui.

OUÇA AGORA MESMO A PLAYLIST TMDQA! BRASIL

Música brasileira de primeira: MPB, Indie, Rock Nacional, Rap e mais: o melhor das bandas e artistas brasileiros na Playlist TMDQA! Brasil para você ouvir e conhecer agora mesmo. Siga o TMDQA! no Spotify!