Samuel L. Jackson como Nick Fury
Reprodução / Marvel

Samuel L. Jackson não se importa com as estatuetas do Oscar.

Em uma nova entrevista ao Los Angeles Times (via Variety) o ator revelou que prefere ser Nick Fury, o famoso agente da S.H.I.E.L.D. do Universo Cinematográfico Marvel que interpreta há mais de uma década, a deixar um “Oscar medir seu sucesso”:

Por mais cansado que eu quisesse estar sobre isso, você sabe, pensando: ‘Bem, eu deveria ter ganhado um Oscar por isso ou deveria ter ganhado por isso e não aconteceu’, uma vez que superei isso há muitos anos, não foi grande coisa para mim. Eu sempre me divirto indo ao Oscar. Estou sempre ansioso para receber uma cesta de presente para ser um apresentador. [Risos] Eu dou coisas para meus parentes; minha filha e minha esposa levavam coisas para fora. É legal… Mas fora isso, eu já superei.

Eu nunca deixaria o Oscar ser uma medida do meu sucesso ou fracasso como ator. Meu critério de sucesso é minha felicidade: estou satisfeito com o que estou fazendo? Não estou fazendo filmes de perseguição a estatuetas. Você sabe [sussurra]: ‘Se você fizer este filme, você ganhará um Oscar.’ Não, obrigado. Eu prefiro ser Nick Fury. Ou me divertir sendo Mace Windu com um sabre de luz na mão.

E tá errado?

Samuel L. Jackson e Nick Fury

Como falamos acima, Jackson já acumula mais de uma década interpretando Nick Fury no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês) e ainda tem mais por vir, considerando que Invasão Secreta chega muito em breve ao Disney+.

Na série, o ator retornará ao papel do agente de espionagem da S.H.I.E.L.D. ao lado de veteranos da Marvel como Ben Mendelsohn, Cobie Smulders, Martin Freeman e Don Cheadle.

Vale lembrar também que ele já ganhou um Oscar honorário em 2022, que reconhece o conjunto da obra. Em 1995, Jackson foi indicado à categoria de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em Pulp Fiction.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar