Keith Richards comenta sobre o ceticismo de Eric Clapton em relação à vacina contra a COVID
Fotos via Shutterstock

Assim como outros artistas, Keith Richards, guitarrista dos Rolling Stones, se pronunciou sobre o ceticismo de Eric Clapton em relação à vacina contra a COVID-19.

Como você já deve saber, Clapton foi duramente criticado e perdeu inúmeros fãs após compartilhar uma série de opiniões negacionistas ao longo dos últimos dois anos.

Em uma recente entrevista ao podcast Rolling Stone Music Now, Keith Richards destacou sua admiração por Clapton mas comentou o que pensa sobre o posicionamento do artista, indicando o que ele acredita que seja a solução para que a COVID-19 chegue ao fim (via CoS):

Eu amo muito Eric. Eu o conheço desde sempre, e tivemos nossos altos e baixos… Essa coisa da COVID dividiu as pessoas e fez com que elas às vezes cometessem erros por um tempo, sabe?

Eu só quero me livrar dessa maldita coisa, e o único jeito de chegar nisto é todo mundo fazendo o que o médico diz.

Eu não entendo muito bem por que algumas pessoas estão ficando tão irritadas com isso. Você não ficaria irritado com a gripe ou algo assim, você entende o que quero dizer? E isso é ainda pior. Eu não sou médico, mas essa coisa funciona de várias maneiras desagradáveis nas pessoas, e todos nós temos que ter paciência uns com os outros. Todos nós temos que ter um pouco de empatia.

Não é difícil, né?

Keith Richards e críticas a Eric Clapton

O integrante dos Rolling Stones entrou para a lista de diversos artistas que criticaram as atitudes de Eric Clapton.

No ano passado, Brian May, lendário guitarrista do Queen, deixou claro que Eric tem “pontos de vista muito diferentes do meu em vários aspectos” e apontou que pessoas anti-vacinas “são loucas”.

No início deste ano, Eric Clapton aparentemente tentou explicar seu posicionamento citando a influência do YouTube e a teoria de “hipnose em massa“.

Além de participar de canções anti-lockdown em parceria com Van Morrison, o músico detonou a vacina, afirmando que sofreu reações “desastrosas”, como ele próprio definiu, e ainda disse que não iria tocar em locais de música ao vivo que exigissem passaporte de vacinação — porém, quebrou sua promessa pouco tempo depois, como te mostramos aqui.

LEIA TAMBÉM: Rolling Stones pode finalizar novo disco com substituto de Charlie Watts

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!