Conhecidos de Eric Clapton se afastam após opiniões sobre COVID-19
Reprodução / YouTube
 

Além de ter se mostrado anti-vacina nos últimos tempos, parece que Eric Clapton também é um baita de um hipócrita.

Para começo de conversa, o posicionamento do músico contra o imunizante veio depois de recebê-lo, como te contamos por aqui. Pouco tempo depois, ele deu outro escândalo e fez uma promessa quando Boris Johnson falou sobre a ideia de um “passaporte da vacina” no Reino Unido — que faria com que apenas pessoas vacinadas pudessem ir a algumas casas de shows, por exemplo.

Na época, Clapton comentou que não iria se “apresentar em qualquer palco onde haja uma audiência discriminatória presente” e só tocaria se houvesse “provisões para que todas as pessoas” pudessem ir ao evento. Em outras palavras, o guitarrista estava afirmando que só faria um show se não houvesse qualquer restrição ligada à COVID.

Pois chegamos, então, ao último final de semana. Como conta a Rolling Stone, foi em New Orleans que Clapton se mostrou contra tudo que ele havia dito, tocando no Smoothie King Center para um público que teve de apresentar um comprovante de vacinação ou teste negativo feito em até 72 horas antes do evento.

Além de tudo, o local também obriga o uso de máscaras quando as pessoas não estiverem efetivamente bebendo ou comendo — algo sobre o qual, feliz ou infelizmente, Eric ainda não se manifestou sobre. Mas, seguindo a linha de seus pensamentos anti-lockdown e anti-protocolos, não é difícil de imaginar que ele também se mostraria contrário.

De qualquer forma, parece que algumas coisas falaram um pouco mais alto, não é mesmo? Vale lembrar ainda que Eric Clapton tem mais shows marcados com as mesmas regras em sua atual turnê e, pelo visto, não irá cancelá-los.

LEIA TAMBÉM: Eric Clapton está sem amigos após se mostrar negacionista e anti-vacina

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar