Evangeline Lilly em 2018
Foto Stock via Shutterstock

Evangeline Lilly mais uma vez utilizou suas redes sociais para expor sua opinião sobre questões relacionadas a COVID-19.

A atriz conhecida por ter vivido Kate Austen em Lost e a Vespa (Hope van Dyne) no universo Marvel compartilhou em sua conta do Instagram que esteve presente em um protesto anti-vacina em Washington, D.C, nos Estados Unidos, no último domingo (23).

Lilly publicou diversas fotos do comício e incluiu uma citação do empresário e investidor indiano-americano Naval Ravikant, que diz: “toda tirania começa como desejo de coagir os outros para o bem maior”.

Acompanhando as imagens, a atriz explicou na legenda que estava no protesto para “apoiar a soberania corporal” enquanto um movimento de caminhoneiros canadenses iria realizar um “comboio pacífico em apoio à mesma coisa”. Ela acrescentou:

Acredito que ninguém deveria ser forçado a injetar nada em seu corpo.

Em seguida, Lilly citou uma série de ameaças e consequências às quais ela acredita que aqueles que recusam a vacina estão sujeitos, incluindo “ataque violento, prisão ou detenção sem julgamento, perda de emprego, excomunhão da sociedade” e outros absurdos.

Evangeline Lilly e mandatos de vacina nos EUA

Segundo a CoS, no início deste mês, a Suprema Corte não autorizou o mandato de vacina do presidente Joe Biden para grandes empregadores, porém permitiu que um mandato para os profissionais de saúde continuasse em vigor.

Nenhuma das consequências citadas pela atriz foram anunciadas por qualquer político até o momento. É possível que ela esteja sendo influenciada por teorias da conspiração — até porque, no comício, Robert Kennedy Jr, sobrinho do ex-presidente dos EUA John F. Kennedy, chegou a comparar os mandatos de vacinas nos EUA à Alemanha nazista.

Ao final de sua publicação mais recente, Evangeline Lilly continua reforçando seu posicionamento anti-vacina, dizendo:

Esse não é o caminho. Isso não é seguro. Isso não é saudável. Isso não é amor. Eu acredito que o mundo está com medo, mas não acredito que combater medo com força vá resolver nossos problemas. Eu era pró-escolha antes da COVID-19 e continuo pró-escolha hoje.

Lilly trouxe teorias da conspiração em 2020

Esta não é a primeira vez que a atriz da Marvel demonstra comportamentos considerados inadequados em relação à COVID.

Em 2020, Lilly se recusou a manter o distanciamento social e ficar em quarentena durante o período de isolamento afirmando que “algumas pessoas valorizam a liberdade sobre suas vidas” e sugerindo alguma teoria da conspiração, já que afirmou que “todo ano de eleição tem alguma coisa”.

Além disso, na época, ela ainda se referiu ao coronavírus como uma “gripe respiratória”. Após receber inúmeras criticas, a atriz fez uma publicação se desculpando por seus comentários “desdenhosos e arrogantes”.

Confira a nova postagem da atriz abaixo.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar